Employee Experience: dicas para melhorar a jornada dos colaboradores

Diante da notável mudança no cenário profissional, as empresas passaram a olhar com mais atenção para seus colaboradores e para as individualidades de cada um. Focar no trabalhador vai além de ambientes acolhedores e benefícios, mas sim, proporcionar integração, bem-estar e ouvir o que cada um tem a dizer.

Uma pesquisa realizada pela Team Upp, consultoria especializada em engajamento e bem-estar gamificados, com soluções personalizadas de Employee Experience, aponta que empresas com ações de EX possuem uma otimização de 25% nos lucros. Portanto, funcionários que se sentem parte da companhia levam esse sentimento para o seu desempenho no dia a dia, trazendo resultados positivos.

“Iniciativas voltadas para a experiência do colaborador trazem consequências como melhora na produtividade e retenção de talentos de alto potencial. Isso impacta diretamente na lucratividade das empresas”, afirma Pedro Iglesias, sócio e business development manager da Team Upp.

Employee Experience consiste em observar a experiência dos colaboradores como etapa fundamental para o sucesso do negócio, trazendo essa jornada para o centro das discussões. O termo foi criado em 2015, quando a empresa Airbnb aderiu ao cargo de Global Head of Employee Experience e de lá para cá, o investimento nesta prática se mostrou extremamente rentável para diferentes portes de empresas.

Na prática, a ação vem mudando o foco de atuação do RH, que até então eram recrutamento, desenvolvimento e gestão de talentos, e que hoje passaram a englobar a estruturação de um local de trabalho mais interativo e atraente. Além disso, o empregador também observa outras vantagens, como consequência do olhar mais cuidadoso para a jornada do colaborador, como redução da taxa de absenteísmo, menor rotatividade do quadro de funcionários, e melhor saúde física e emocional da equipe.

Dicas para iniciar a implementação de Employee Experience na sua empresa:

• Evite fórmulas prontas, cada empresa é única e composta por profissionais com necessidades específicas. Saiba ouvi-los.
• Traga a discussão do tema para os tomadores de decisões da sua companhia
• Tenha um olhar atento ao assunto.
• Busque tornar a atração de novos talentos mais humana e acolhedora, integrando e envolvendo diferentes hierarquias nessas contratações e em todo o processo de onboarding.
• Realize um mapeamento completo da jornada do seu colaborador (processos, comunicações e pontos de contato) desde atração/admissão até a retenção e potencial saída do mesmo (se possível dividido pelo tipo de persona).
• Trabalhe a comunicação interna: A experiência do colaborador começa, antes de qualquer coisa, em como ele recebe informações e percebe os valores da empresa onde atua. A falta de comunicação pode deixar os colaboradores sem orientação, favorecendo a ansiedade, a desmotivação e conflitos internos.
• Games de treinamento, onboarding e desenvolvimento: Muito além dos jogos de videogame, a gamificação pode ser uma ferramenta poderosa para tornar o aprendizado mais interativo e divertido.

Cuidar dos colaboradores é repensar todas as crenças da empresa. Pode ser uma mudança que leva tempo e precisará de investimentos. Além disso, está ligada diretamente com a estrutura cultural da empresa e a necessidade dela ser reavaliada e renovada o quanto antes, se necessário. – Fonte e mais informações, acesse: (https://www.teamupp.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap