Por que uma “identidade” global é prioridade aos profissionais de marketing

A Lotame, empresa especializada em soluções de enriquecimento de dados para atender aos consumidores e dimensionar sua ativação, reuniu especialistas em marketing digital para falar sobre os principais desafios que agências e anunciantes enfrentam e a necessidade de encontrar e entender com precisão seus clientes, sob pressão de regulamentos de privacidade e do desuso de cookies.

Uma “identidade”, “ID” ou identificador de público global é uma prioridade para agências, anunciantes e mídia, para enfrentarem com sucesso um futuro que está a apenas alguns passos de distância. Veja as cinco razões pelas quais uma “identidade” global é importante:

1.- Clientes: Sem clientes, não há negócios. O que os profissionais de marketing sabem sobre os clientes geralmente é limitado por sua experiência ou interação. É aqui que a identidade entra em jogo, para preencher os pontos cegos sobre quem são os consumidores. O enriquecimento de dados é uma maneira de entender a mudança de comportamentos, paixões e interesses em tempo real, para que os anunciantes possam interagir com os clientes com mensagens relevantes, no momento certo e de forma responsável.

2.- Disponibilidade: neste caso, refere-se à facilidade de acesso aos clientes que desejam o que está sendo oferecido. Assim que o anunciante souber como é o seu cliente, ele irá procurá-lo, mas se não conseguir encontrar, terá que localizá-lo. Uma identidade ajuda os profissionais de marketing a saber com maior certeza que cada dólar que investem chegará a alguém que está genuinamente interessado ou tem alta propensão a desejar seus produtos. O contexto importa, mas depois da identidade .

3.- Limite de frequência: As pessoas podem facilmente incomodar-se com um anúncio que não lhes interessa ou que viram muitas vezes. A identidade resolve o problema de frequência do anúncio. Quando todos os dispositivos estão conectados na vida digital de um único cliente, por meio de identidade, o anunciante pode garantir que a recorrência de um anúncio seja suficiente para motivar a compra.

4.- Medição e atribuição: É aí que entra a ciência. Agências e anunciantes precisam de provas de que suas campanhas funcionaram. A identidade faz isso acontecer. Com a identidade , o consumidor pode ser acompanhado em sua jornada: desde a exposição, conversão, compra repetida, etc. O crédito por essa conversão também pode ser atribuído aos canais corretos.

5.- Privacidade: Todos têm direito à privacidade e o consentimento deve trabalhar de forma que os consumidores confiem na correta utilização dos seus dados. Navegar pela privacidade é cada vez mais difícil para todos no ecossistema de publicidade digital. Com as leis de privacidade mudando o tempo todo, até mesmo empresas bem-intencionadas estão tendo dificuldade em acompanhar.

Parceiros confiáveis e recursos são necessários para anunciar com responsabilidade. Isso pode ser alcançado e a identidade é uma parte fundamental. “Existem grandes desafios pela frente para a indústria de publicidade. Ter uma identidade global beneficia agências, anunciantes, mídia e consumidores. É hora de liderar a mudança para promover o crescimento e valor para todos”, comenta Sebastián Yoffe, Diretor Administrativo da Lotame.

Fonte e mais informações: (https://www.lotame.com/).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap