Sistema de gestão auxilia indústria a vender direto ao consumidor final

Há alguns anos, a indústria vem estudando uma forma de se aproximar do consumidor final, a fim de oferecer uma melhor experiência e estreitar relações. Seja criando pontos de venda físicos ou migrando para marketplaces, os negócios entre fabricante e cliente final ficaram mais comuns e o D2C ganhou força, no Brasil e no mundo. Acelerado pela pandemia, as indústrias migraram mais rápido para o digital e entenderam a necessidade de investir em e-commerces e marketplaces.

Mesmo com as barreiras e dificuldades encontradas ao longo do processo, 87% das indústrias acreditam na relevância do D2C tanto para o produto quanto para o cliente, de acordo com o estudo realizado pela Bringg. Na era da disrupção, além de reformular os moldes de vendas tradicionais, o D2C reinventa o setor e reforça a atuação da indústria no mercado nacional. Para Sidney Zynger, diretor de marketing do Bling – startup de gerenciamento empresarial ERP para MEIs e PMEs – esta nova modalidade de negócios acelera o processo entre oferta e demanda.

“Não existe mais a barreira que separa indústria e consumidor final, através do e-commerce este processo fica mais rápido e fácil”, comenta. “Com o fortalecimento da indústria nacional, o fabricante consegue aumentar a sua margem, além de reduzir a participação de agentes terceiros”, finaliza. Nesta aproximação com o consumidor final, seja em pontos físicos ou em lojas online, a maior dificuldade encontrada por indústrias é conseguir administrar a operação e vendas em um mesmo sistema, a fim de otimizar tempo e ter maior controle sobre a fabricação do produto.

Observando este cenário e com o objetivo de auxiliar a indústria a oferecer a melhor experiência ao cliente final, o Bling integrou ao sistema de ERP da plataforma o módulo ordem de produção, “o mercado sentiu a necessidade de atender às demandas diretas do consumidor final, mas precisava de ferramentas que auxiliassem a administrar as vendas em seus canais online”, explica Sidney Zynger, diretor de marketing do Bling.

A funcionalidade, pensada para indústrias, otimiza o processo de fabricação de produtos e auxilia na gestão e planejamento de demandas. “O módulo de ordem de produção dá ao fabricante uma visão mais ampla de toda a etapa de produção do produto, assim ele otimiza o tempo para atender as demandas vindas do consumidor de forma mais rápida e eficiente”, explica Maicon Zanette, gerente de UX Design do

Com 12 anos de mercado, o Bling tem mais de 40 mil de clientes, com presença em todos os estados. Em sua maioria, são micro e pequenas empresas de loja virtual e física. A empresa permite que esses empresários organizem a gestão do seu negócio com segurança, facilidade, agilidade e eficiência. São diversos serviços que possibilitam o controle total sobre as vendas, finanças, estoque, produtos, clientes, pedidos, comissões de vendedores entre outros. Saiba mais em: (www.bling.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap