78 views 2 mins

Japão busca alternativas para transporte de cargas

em Tecnologia
sexta-feira, 05 de julho de 2024

O Japão está envelhecendo rapidamente: cerca de 29% de sua população tem 65 anos ou mais.

Vivaldo José Breternitz (*)

Esse fato, somado ao aumento constante do comércio eletrônico, está gerando uma falta cada vez maior de motoristas para entregas, a ponto de especialistas estarem prevendo que em 2030 será difícil entregar 30% das encomendas em função da falta desse tipo de profissional.

Para superar esses problemas, o governo japonês está considerando uma solução inusitada: uma correia transportadora de 500 quilômetros de comprimento que poderia transportar tanta carga quanto 25 mil caminhões.

A correia transportaria paletes de até uma tonelada entre Tóquio e Osaka, sem intervenção humana e com uma sensível redução de emissões.

O governo gostaria de conectar essas duas megacidades até 2034, com empresas privadas sendo responsáveis pela construção e operação do serviço.

Essa correia seria instalada às margens de uma estrada já existente que liga as duas cidades ou então em um túnel a ser construído. Alternativamente, está sendo considerada a construção de uma pista exclusiva para pequenos veículos elétricos autônomos, que transportariam os paletes.

Curiosamente, não se fala em caminhões sem motorista, o que pode ser um sinal de que o governo acredita que o uso corriqueiro dessa tecnologia ainda deve demorar muito a acontecer. Evidentemente, caso o uso desses veículos venha a se tornar comum num espaço de tempo não muito longo, a ideia da correia deixaria de ser viável.

Mas os custos são impressionantes: um túnel de 500 quilômetros poderia custar inacreditáveis US$ 23 bilhões, sem considerar a correia propriamente dita e os veículos elétricos autônomos.

De qualquer forma, pensar o futuro é sempre útil, para nações e pessoas.

(*) Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da FATEC SP, consultor e diretor do Fórum Brasileiro de Internet das Coisas – [email protected].