Preservação das bacias hidrográficas na Serra da Mantiqueira

A JSL, uma das maiores empresas de logística do País e a Fundação Toyota do Brasil firmaram parceria de apoio ao projeto Águas da Mantiqueira, para restaurar um hectare de floresta no município de Sapucaí Mirim (MG), na Serra da Mantiqueira. A região é uma das maiores províncias de água mineral do mundo, com aproximadamente 500 km de extensão e passa por municípios de três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

“Os princípios de sustentabilidade ESG [sigla na língua inglesa: Enviromental, Social and Governance] estão no centro da estratégia da JSL há bastante tempo e essa é uma oportunidade importante, não de apenas mitigar os efeitos das mudanças climáticas, como para preservar e proteger os ecossistemas relacionados a bacia hidrográfica, fundamentais para as gerações futuras”, analisa Ramon Alcaraz, CEO da JSL.

A iniciativa soma-se a outros esforços para reduzir os impactos das emissões de CO2, fruto da utilização do diesel no transporte para as fábricas da Toyota, instituidora da Fundação Toyota. A logística comumente chamada de milk run, é um serviço realizado pela JSL em busca da melhor otimização e economia dos processos. O projeto de neutralizar parte das emissões começou a ser desenvolvido em novembro passado, com o cálculo detalhado da quantidade de CO2 equivalente geradas nessa rota, incluindo os caminhões terceiros que realizam o trajeto.

Com base nesses números, as empresas avaliaram, entre as alternativas de neutralização, a que traria o melhor impacto para a sociedade. Com isso, será possível neutralizar 5% das emissões por meio do projeto Águas da Mantiqueira.
A restauração ecológica contribuirá para o desenvolvimento de cerca de 2.500 espécies de plantas nativas e permitirá a absorção de até 200 toneladas de CO2, além de auxiliar na recuperação de bacias hidrográficas e na conservação da fauna.

“O projeto nos mostra que as áreas naturais são a embalagem perfeita para água, movimentam a economia, o turismo e garantem a saúde de todos os seres. A neutralização de carbono por meio de restaurações ecológicas é a maneira mais eficiente de garantirmos maior qualidade de vida para todos os habitantes da terra.” explica Otacílio do Nascimento, diretor executivo da Fundação Toyota do Brasil.

Pesquisadores atuam em áreas remanescentes da Mata Atlântica, distribuídos em 10 bacias hidrográficas de Santo Antônio do Pinhal (SP) e 51 bacias na cidade mineira de Sapucaí-Mirim. O projeto se estenderá, ainda esse ano, para as bacias hidrográficas de Gonçalves (MG). O projeto Águas da Mantiqueira contribui direta e indiretamente com todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Fonte e mais informações: (www.jsl.com.br) e (www.fundacaotoyotadobrasil.org.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap