Pandemia acelerou a adoção da Transformação Digital e Omnichannel

Amanda De Melo (*)

Em razão da pandemia, os consumidores têm buscado novas alternativas para realizarem suas compras em segurança, sem enfrentar ambientes com altas taxas de circulação, o que acabou gerando impacto direto nos micro e pequenos empreendedores. Com esse cenário, o e-commerce acabou virando um grande aliado das empresas, pois desta forma os produtos e serviços são comprados e entregues na casa do cliente, sem que haja a necessidade de contato físico.

Porém, muitos negócios não possuíam experiência com vendas online e tiveram que se adequar para que seus comércios não tivessem que fechar as portas.
O Omnichannel é uma estratégia de vendas que integra diferentes canais de comunicação, proporcionando uma experiência de marca unificada para que os clientes possam alternar entre o físico e digital, atingindo melhor qualidade no atendimento e produtos adquiridos.

Com a pandemia, o consumidor adotou o mercado online de forma mais afetiva e, como consequência, diversas empresas alteraram seus modelos de vendas para atender às demandas de compras online. Segundo o Sebrae, em 2020, 44% dos pequenos negócios passaram a usar ferramentas digitais para alavancar as vendas, enquanto empresas que só funcionam presencialmente diminuíram 23%. Empreendedores com mais de um canal de vendas sofreram menos as influências da pandemia.

A pesquisa Jornada omnichannel e o futuro do varejo, realizada pela Social Miner em parceria com a Opinion Box, mostrou que em 2021, 49% dos consumidores pretendem mesclar suas compras entre ambientes online e lojas físicas. Em 2019, esse número era de 29%. O atual contexto fez com que a Transformação Digital ocorresse de forma acelerada, servindo como um modelo de sobrevivência para muitas empresas.

O estudo “COVID-19 Digital Engagement Report”, da Twilio, revelou que a pandemia acelerou a estratégia de comunicação digital das empresas em uma média de seis anos. Quando uma empresa passa a oferecer mais de um canal de comercialização e atendimento, é necessário também unificar todos os pontos de contato e dados, para que o trajeto do cliente seja baseado em uma comunicação integrada.

Sistemas de vendas e distribuição facilitam as demandas e permitem que até mesmo o próprio cliente consiga se favorecer com um melhor fluxo operacional. Com isso, a gestão de dados circula de forma automatizada e as empresas conseguem proporcionar maior importância à necessidade de seus consumidores.

As áreas de venda e marketing precisam estar constantemente em sintonia, caminhando uma ao lado da outra. Sem uma interação entre elas, por exemplo, bons negócios e a satisfação do comprador acabam se perdendo, causando reações diretas nos lucros. Setores de separação e suprimentos formam uma cadeia logística que também precisam estar alinhados, realizando a gestão associadas à organização interna e externa de uma empresa.

Por meio do omnichannel, as organizações se tornam capazes de integrar seus departamentos através de um único sistema, passando uma experiência de compra unificada para o cliente. Sistemas de Gestão automatizam, otimizam, integram e aprimoram as mais diversas demandas e áreas dentro de uma mesma organização.

(*) – Faz parte da Zaru Comunicação (www.zarucomunicacao.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap