Itália aprova redução de um terço no número de parlamentares

A Câmara dos Deputados da Itália aprovou ontem (8), de maneira definitiva, um projeto de reforma constitucional que reduz o número de parlamentares em 36%. Com um placar de 553 a 14, além de duas abstenções, a medida teve o apoio tanto do governo quanto da oposição. A proposta era uma bandeira do populista Movimento 5 Estrelas (M5S).
“É o dia que esperávamos desde sempre. Com o ‘sim’ transversal das forças políticas à redução dos parlamentares, o M5S faz história neste país, escrevendo uma estupenda página de democracia”, comemorou o subsecretário da Presidência do Conselho dos Ministros, Riccardo Fraccaro, expoente do Movimento 5 Estrelas e autor da reforma. “É um passo concreto para reformar nossas instituições. Para a Itália, é uma jornada histórica”, reforçou o premier Giuseppe Conte.
A quantidade de deputados passará de 630 para 400, enquanto a de senadores cairá de 315 para 200. A medida também reduz o número de parlamentares eleitos no exterior de 18 (12 deputados e seis senadores) para 12 (oito deputados e quatro senadores). Ainda não se sabe como será a nova distribuição de representantes da comunidade italiana nos outros países. Atualmente, a América do Sul conta com quatro deputados, incluindo os ítalo-brasileiros Luis Roberto Lorenzato e Fausto Longo, e dois senadores (ANSA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap