Indústria paulista opera no pior nível desde dezembro de 2008

Divulgação
  • Save

Técnico da Coordenação de Indústria do IBGE, Rodrigo Lobo.

Rio – A indústria de São Paulo opera no pior nível desde dezembro de 2008, afirmou ontem (9), Rodrigo Lobo, técnico da Coordenação de Indústria do IBGE. “A região está muito próxima do momento mais baixo em que a produção paulista já esteve em sua história recente, de 2002 para cá. Naquela oportunidade (2008), o mercado interno estava bastante aquecido. Hoje, ele não consegue sustentar, porque a renda está mais fraca, seja por inflação ou por ganhos nominais menores”, disse
A indústria paulista está 19,5% abaixo de seu pico histórico, atingido em março de 2011. A perda de dinamismo, apontou Lobo, é marcada principalmente pela atividade de veículos, que tem peso relevante na região. Em julho, a produção em São Paulo caiu 1,8% em relação a junho. “A queda foi impulsionada pela atividade de produtos alimentícios, principalmente produtos derivados de cana-de-açúcar. Também podemos destacar recuos nos setores de veículos automotores, produção de álcool e nos equipamentos de informática, como computadores e celulares”, detalhou Lobo.
Na comparação com julho do ano passado, a produção paulista cedeu 12,00%, a 17ª taxa negativa consecutiva neste confronto. “Além disso, é a segunda vez na série histórica que há queda em todas as suas 18 atividades”, disse o técnico do IBGE. Em termos de atividade, os principais impactos negativos vieram de produtos alimentícios (-14,6%), veículos (-19,5%) e equipamentos de informática (-46,0%) (AE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap