6 erros ao abrir um negócio de alimentação e como evitá-los

A cada cinco empresas abertas no Brasil, uma declara falência com menos de um ano de operação, segundo o IBGE. Esses dados podem ser desanimadores para quem sonha em empreender, mas para evitar erros comuns, é necessário conhecer essas falhas e saber como evitá-las.

O empresário Jurandir Sacchi, proprietário da franquia de restaurantes Gallinacius, explica as falhas clássicas de empreendedores iniciantes.

  1. Falta de planejamento e organização – Muitos acreditam que basta ter o capital para investir para fazer a empresa funcionar, mas isso não é verdade. É necessário conhecer o mercado, o público-alvo, todos os aspectos financeiros, etc. O planejamento é a base de qualquer negócio.
  2. Não buscar capacitação – O empreendedor precisa buscar conhecimento sobre as áreas que englobam o seu negócio, como gestão, liderança e finanças.
  3. Falta de metas de médio e longo prazo – Para o empreendimento dar certo e ser bem-sucedido é necessário estabelecer metas operacionais. Para fazer isso é preciso avaliar os dados sobre o mercado de alimentação, o perfil dos clientes e o potencial da empresa.
  4. Não divulgar o negócio corretamente – Uma imagem vale mais que mil palavras, principalmente na era das redes sociais. Por isso é necessário ter um bom plano de marketing para divulgar o negócio e saber como se posicionar na internet.
  5. Não utilizar ingredientes de qualidade – Não adianta trocar uma marca de produto para tentar economizar. Para vender é necessário ter uma apresentação atrativa e um gosto incrível, e a escolha dos ingredientes faz toda a diferença para um bom resultado.
  6. Não ter um atendimento de excelência – Além de conquistar o cliente pela barriga, é importante conquistá-lo com o atendimento. Tratar o consumidor com atenção, respeito e o máximo de importância garante que ele volte a pedir no restaurante.

Segundo Sacchi, ao decidir abrir um negócio o empreendedor precisa ter muita dedicação e buscar o máximo de suporte que puder. Iniciar uma empresa do zero é um grande desafio, porque não sabemos o que esperar e como começar. Por isso é estratégico conversar com outros empreendedores e se capacitar ao máximo.

Ingressar no mercado de alimentação através de uma franquia faz com que o empreendedor não precise passar pelo desafio do desconhecido, uma vez que ele recebe todo o passo a passo de como implantar e operar o negócio. Para se ter uma ideia, 97% das pessoas que investem em uma franquia continuam no negócio após dois anos de operação, conclui o empresário. – Fonte e outras observações: (www.gallinacius.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap