Nova lei do pré-sal é um ‘ato de benefício ao Brasil’, diz Temer

Antonio Cruz/ABr
  • Save

Presidente Michel Temer.

Brasília – O presidente Michel Temer alegou ontem (29), que a alteração na lei do pré-sal, acabando com a obrigação de participação da Petrobras e possibilitando a entrada de mais empresas na exploração dos campos, é um “ato de benefício ao Brasil”. “Estamos também ampliando a margem de empregos”, defendeu.
Para ele, a nova lei reativa e dá novo impulso ao setor “Era exagerado que a Petrobras tivesse que participar de todos os empreendimentos. A Petrobras é uma empresa que visa sua prosperidade econômica. Não haveria razão para obrigá-la a essa participação”, afirmou, na cerimônia de sanção da lei que flexibiliza a operação e novos investimentos na província petrolífera do pré-sal. A lei amplia a participação privada na exploração do pré-sal e retira a obrigação da Petrobras em ter que investir em todos os campos de petróleo.
Temer pediu aplausos ao presidente da Petrobras, Pedro Parente, e afirmou que hoje a estatal é uma empresa ajustada. “Hoje a Petrobras tem um valor do mercado 145% maior do que cinco, seis meses atrás. Tenho certeza de que gerações futuras reconhecerão momentos como este”, completou. Para o presidente, o que o governo precisa agora é “ter coragem” “Coragem ancorada no bom-senso é que nos permite levar adiante diversos projetos. Estamos construindo um Brasil onde os recursos naturais estão sendo colocados efetivamente para o bem-estar do povo brasileiro”, concluiu (AE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap