Geral 25/05/2016

Estiagem afeta quase 70% dos municípios de Pernambuco

O abastecimento feito exclusivamente por carros-pipa teve início em Belo Jardim, Tacaimbó e Sanharó, no Agreste de Pernambuco.
  • Save

Quase 70% dos 185 municípios de Pernambuco estão em situação de emergência por causa da estiagem severa, que já dura mais de quatro anos

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil publicou a relação das cidades no Diário Oficial da União (DOU) de ontem (24). A situação de emergência é decretada em razão de desastre que incapacita o estado ou o município atingido a responder pelas consequências sozinho e precisa, portanto, de auxílio complementar da União para as ações de socorro e recuperação. Para isso a Secretaria precisa reconhecer a condição.
O reconhecimento da situação de emergência permite que o município receba, por exemplo, recursos e equipes federais para minimizar os estragos e atender necessidades básicas da população, além de dispensar licitação para serviços urgentes relacionados ao desastre. Uma das providências mais comuns é a contratação de carros-pipa para distribuição de água em municípios com colapso de abastecimento.
Em relação ao acesso a água, a seca é mais severa no agreste, onde as principais fontes de abastecimento estão quase vazias. Dados da Companhia Pernambucana de Abastecimento (Compesa) indicam que dez cidades estão em colapso completo atualmente, o que significa que não há mais água encanada sendo fornecida.
Os municípios que atualmente são abastecidos exclusivamente através de carros-pipa são Águas Belas, Alagoinha, Jataúba, Jucati, Jupi, Pedra, Poção, Santa Cruz da Baixa Verde, Taquaritinga do Norte e Venturosa. Outras 40 cidades estão usando os carros-pipa para reforçar o sistema, aliado a uma política de racionamento.
Já a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) informa que o número de municípios atendidos por carros-pipa em sua gestão são 50 no agreste e seis no sertão. Para atendê-los, 250 veículos foram disponibilizados para o agreste e 83 para o sertão (ABr).

Índice Nacional de Confiança parou de cair em maio

Entre os grupos socioeconômicos, chama atenção o crescimento da confiança dos consumidores da classe C.
  • Save

O Índice Nacional de Confiança (INC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou 66 pontos em maio – elevação de dois pontos em relação a abril (64) e queda de 39 pontos frente a maio do ano passado (105). A pesquisa foi realizada pelo Instituto Ipsos entre 29 de abril a 14 de maio, ou seja, compreendeu o momento político que acarretou no afastamento de Dilma Rousseff da Presidência da República. A margem de erro é de três pontos.
A escala do INC vai de zero a 200 pontos. O intervalo entre zero e 100 representa o campo do pessimismo e, de 100 a 200, o campo do otimismo. Em junho de 2015 o indicador recuou para 100 pontos e, desde então, caiu, avançando no campo pessimista.
Para o presidente da ACSP, Alencar Burti, o resultado é alentador. “Mas não sinaliza, necessariamente, que a confiança voltará a subir nos próximos meses. A alta de dois pontos é boa, mas ainda está dentro da margem erro. Não significa que o consumidor vai retomar os níveis antigos de consumo. Precisamos ter cautela e esperar as próximas medidas sociais e econômicas do novo governo, pois elas serão determinantes na percepção do consumidor”, observa Burti.
Entre os grupos socioeconômicos, chama atenção o crescimento da confiança dos consumidores da classe C, que saiu de 63 pontos em abril e foi para 68 em maio. Embora ainda esteja no campo do pessimismo (abaixo de 100 pontos), o resultado surpreende porque a classe C foi a mais prejudicada pela crise econômica. Como não há perspectiva de melhora efetiva da conjuntura econômica, é possível inferir que essa melhora decorre dos acontecimentos políticos.
Por outro lado, o INC da classe DE apresentou forte queda de abril para maio, com sua confiança caindo de 81 para 75 pontos. Uma leitura possível é que, com a mudança de governo, essa parcela da população pode ter se preocupado com eventual interrupção dos programas sociais, o que foi negado pelo presidente interino. Por fim, o INC da classe AB se elevou de 49 para 52 pontos, mantendo-se dentro da margem de erro (ACSP).

Farol baixo durante o dia

O presidente interino Michel Temer alterou artigos do Código de Trânsito Brasileiro tonando obrigatório o uso de farol baixo em rodovias durante o dia. A lei com as alterações foi publicada ontem (23) no Diário Oficial da União.
Manter os faróis acesos em luz baixa durante o dia já era medida obrigatória a ônibus, ao circularem em faixas próprias, e às motos. O condutor que não mantiver o farol baixo ligado em rodovias cometerá infração média, poderá ser autuado e receber quatro pontos na habilitação, além de multa de R$ 85,13 (ABr).

Gastos de brasileiros no exterior são os menores para abril desde 2009

O dólar está 30% mais caro que em 2015 e há queda da renda dos brasileiros.
  • Save

Os gastos de brasileiros no exterior ficaram em US$ 1,076 bilhão, em abril, informou ontem (24), o Banco Central (BC). Esse é o menor valor para o período desde abril de 2009, quanto totalizou US$ 770 milhões. No mesmo mês de 2015, os gastos ficaram em US$ 1,644 bilhão. No primeiro quadrimestre desde ano, os gastos somaram US$ 4,048 bilhões, contra US$ 6,876 bilhões em igual período de 2015. O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, disse que a menor cotação recente do dólar pode estimular os gastos no exterior, embora a contratação dos serviços de viagens seja feita com antecedência.
“É uma conta sensível à variação de câmbio. O movimento mais recente tende a contribuir, muito embora haja uma defasagem. As pessoas contratam sua viagem com certa antecedência” disse. Mesmo assim, Maciel destacou que o dólar este ano está 30% mais caro que em 2015 e há queda da renda dos brasileiros, o que leva à redução dos gastos no exterior. “Com a atividade retraindo, há recuo da renda e naturalmente isso tem impacto na conta de viagens. É um produto de lazer e tem elasticidade”, afirmou.
As receitas de estrangeiros em viagem no Brasil ficaram em US$ 475 milhões, no mês passado, contra US$ 444 milhões registrados em abril de 2015. De janeiro a abril, as receitas ficaram em US$ 2,320 bilhões, ante US$ 2,081 bilhões em igual período de 2015. Com esses resultados das despesas de brasileiros no exterior e as receitas de estrangeiros no Brasil, a conta de viagens internacionais ficou negativa em US$ 602 milhões, em abril, e em US$ 1,728 bilhão, nos quatro meses do ano (ABr).

Papa dedica missa no Vaticano a cristãos chineses

Em pleno processo de reaproximação entre a Igreja Católica e a China, o papa Francisco dedicou a missa celebrada ontem (24) na Casa Santa Marta aos cristãos do país asiático. A homenagem foi feita no mesmo dia em que os chineses celebram a festa de Nossa Senhora de Sheshan, venerada no santuário homônimo, situado em Pequim. Todos os anos, milhares de pessoas de todas as partes do país se dirigem ao templo para honrar a santa.
No último domingo (22), durante o Angelus, o Pontífice já havia se dirigido aos muitos católicos chineses que estavam na praça São Pedro. Atualmente, o Vaticano tenta normalizar as relações diplomáticas com a China, interrompidas em 1951 por causa do reconhecimento da Santa Sé à independência de Taiwan. Além disso, o próprio Francisco já manifestou seu desejo de visitar o gigante asiático. Segundo a Rádio Vaticana, na missa de ontem, o Papa disse que é preciso “esperar com coragem um passo à frente por dia” (ANSA).

Modelos são presas por posar sem véu no Irã

Ao menos oito modelos iranianas foram detidas por publicar nas redes sociais fotos sem um véu cobrindo seus cabelos e agora correm risco de pegar até dois anos de prisão no Irã. Outras 170 pessoas foram identificadas em meio a uma operação policial para identificar crimes contra a sharia – a lei islâmica – na Internet.
“É o dever da Polícia perseguir estes criminosos, até porque as modelos tinham milhões de seguidores”, informou um representante das forças de segurança iranianas. Uma das modelos presas, Elham Arab, disse, como foi publicado pela imprensa local, que “todos amam a beleza e a fama. Elas gostariam de ser vistas, mas é importante que saibam o preço que vão pagar para isso”. Enquanto Twitter, Facebook e YouTube têm acesso limitado, o Instagram continua aberto a todos no Irã. (ANSA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap