83 views 12 mins

Geral 20/07/2016

em Geral
terça-feira, 19 de julho de 2016

Nigéria: 250 mil crianças têm desnutrição aguda grave, diz Unicef

Grupo de entidades humanitárias chegaram a áreas que não tinham acesso a ajuda por causa do conflito no nordeste.

Quase 250 mil crianças enfrentam grave desnutrição e risco de morte no estado de Borno, nordeste da Nigéria, anunciou o Unicef, da ONU. A crise humanitária causada pelo grupo radical islâmico Boko Haram continua crescendo

Na medida em que mais áreas no nordeste do país têm se tornado acessíveis à assistência humanitária, aumenta e se torna mais evidente a extensão da crise nutricional que afeta as crianças. De acordo com o Unicef, além das 244 mil crianças que sofrem de desnutrição aguda grave em Borno, aproximadamente 49 mil (quase 1 em 5) vão morrer este ano se não receberem tratamento.
“Cerca de 130 crianças vão morrer, diariamente, de causas relacionadas à desnutrição aguda, se a resposta não for ampliada rapidamente”, disse Manuel Fontaine, diretor regional do Unicef para a África Ocidental e Central.”Nós precisamos de todos os parceiros e doadores para evitar que mais crianças morram. Ninguém pode assumir uma crise dessa escala sozinho”. Ao visitar locais recentemente acessíveis, anteriormente sob controle do Boko Haram, Manuel Fontaine afirmou ter testemunhado cidades destruídas acomodando os desabrigados, famílias com pouco acesso a saneamento adequado, água ou alimentos, e milhares de crianças frágeis que precisam desesperadamente de ajuda.
“Há 2 milhões de pessoas que ainda não são capazes de chegar ao estado de Borno, o que significa que o verdadeiro alcance desta crise ainda está para ser revelado ao mundo”, disse Fontaine. Ressaltou a existência de organizações no local fazendo um enorme trabalho, mas sem a capacidade de atingir a escala e a qualidade necessárias. O Unicef ressaltou o trabalho com parceiros no exame e tratamento de crianças com desnutrição e na melhora ao acesso à água e saneamento. A resposta humanitária do Unicef também inclui prestação de cuidados médicos, vacinação, educação e apoio psicológico para as crianças afetadas pela violência.
No início de 2016, o Unicef apelou por 55,5 milhões de dólares para responder à crise humanitária no nordeste da Nigéria, mas até agora recebeu apenas 23 milhões de dólares, o equivalente a 41%. Com mais áreas do país se tornando acessíveis, é provável que o apelo por mais ajuda humanitária se faça necessário. O Boko Haram mantém atividades no nordeste da Nigéria desde 2009. No ano passado, o grupo expandiu seus ataques para Níger, Camarões e Chade. Em março de 2015, o Boko Haram firmou sua aliança com o Estado Islâmico (ABr).

Uber passa a operar regularmente em São Paulo

São Paulo é a primeira cidade da América do Sul a regulamentar o aplicativo Uber.

A Prefeitura de São Paulo concedeu ontem (19) o credenciamento ao aplicativo Uber, que passa a operar regularmente na capital paulista. O credenciamento ocorre dois meses após a prefeitura publicar o decreto, em 10 de maio, que regulamenta o transporte individual de passageiros. O Uber é a terceira empresa a obter o credenciamento em São Paulo. Antes dela, a Cabify e a Easy Táxi obtiveram licença para operar.
Conforme o decreto, empresas que prestam este tipo de serviço terão de se credenciar como Operadoras de Tecnologia de Transporte Credenciadas (OTTCs), tendo que utilizar créditos, em quilômetros, para operarem. Pelas regras da prefeitura, o preço público desses créditos será de R$ 0,10 em média para cada quilômetro percorrido. As operadoras terão de pagar pelos quilômetros percorridos no dia.
“A forma de assegurar que o volume de quilômetros utilizados não ultrapasse a meta estabelecida pela prefeitura será pelo instrumento da variação do preço público da outorga fixada por quilômetro, que deverá subir à proporção suficiente para inibir o aumento da oferta de veículos além do limite da meta de estabelecida pela prefeitura”, segundo informação publicada no site da prefeitura.
O decreto prevê também que os motoristas do Uber precisam ter a carteira profissional de habilitação para atividade remunerada; aprovação em curso de formação, que será estabelecido pela prefeitura; veículo com identificação, seguro para acidente e o carro deve ter no máximo cinco anos de fabricação. Outra obrigação é a instalação de freio ABS, conforme a prefeitura. De acordo com o Uber, São Paulo foi a primeira cidade da América do Sul a regulamentar o aplicativo (ABr).

PF desarticula quadrilha que fraudava bancos na Bahia

A Polícia Federal deflagrou ontem (19) uma operação, em sete cidades da Bahia, para desarticular uma organização criminosa responsável por aplicar golpes na Caixa Econômica Federal e em outras instituições financeiras. A Operação Ali Babá cumpriu 57 mandados nos municípios de Feira de Santana, Seabra, Palmeiras, Monte Santo, Remanso, Vitória da Conquista e a capital, Salvador.
No total, 140 policiais cumpriram 25 mandados de prisão, sendo 10 preventivas e 15 temporárias; 28 mandados de busca e apreensão e quatro de condução coercitiva. Segundo o coordenador da operação, delegado Wal Goulart, até o momento, só duas pessoas não foram encontradas. Um dos líderes da organização foi preso em Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano, junto com a esposa.
De acordo com a PF, as investigações começaram há 3 anos e revelaram que o organização criminosa operava desde 2006 por meio de empresas ilegais, criadas em nome de laranjas e com documentos falsos. “O líder e outras pessoas cooptavam terceiros e abriam empresas, depois abriam contas em bancos e solicitavam empréstimos”, disse o delegado Wal Goulart. Abertas as empresas de fachada, os envolvidos conseguiam empréstimos que variavam entre R$ 200 mil e R$ 500 mil e não pagavam aos bancos.
Até o momento foram identificadas 19 empresas envolvidas no esquema, mas a PF estima que o número pode chegar a mil. De acordo com cálculos da PF, os prejuízos ultrapassam R$ 10 milhões somente em fraudes contra a Caixa. Os prejuízos a outros bancos privados ainda não foram calculados (ABr).

Erdogan diz que foi salvo por ‘milagre’ na noite do golpe

Presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que escapou da morte “por um milagre” na noite da última sexta-feira (15), quando o país foi palco de um golpe de Estado fracassado. “Se eu tivesse ficado por mais dez ou 15 minutos” no resort de Marmaris, onde descansava com a família, “teria sido assassinado ou capturado”, disse em entrevista à emissora CNN.
Erdogan ainda disse que dois de seus guarda-costas foram mortos pelos militares dissidentes do governo que invadiram o local pouco após sua saída. Durante a entrevista, o mandatário voltou a criticar Fethullah Gulen, dizendo que ele foi o “cérebro” da tentativa golpista. O clérigo apoiou o presidente até 2013, mas a aliança foi rompida após o governo ter fechado diversas escolas religiosas na Turquia. O opositor, que vive em exílio voluntário nos Estados Unidos, nega “categoricamente” qualquer participação no golpe.
Erdogan também chamou atenção da imprensa mundial ao defender a pena de morte em discurso a uma multidão em Istambul no começo da semana. “A pena de morte existe nos Estados Unidos, na Rússia, na China e em vários países do mundo. Só na Europa não existe”, disse. Ele reiterou que está disposto a ratificar a introdução da pena capital se obtiver aprovação do Parlamento. A sentença foi abolida no país em 2004 (ANSA).

Aneel reduz tarifas de energia de quatro distribuidoras gaúchas

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem (19) uma redução nas tarifas de energia de quatro distribuidoras que atendem municípios no Rio Grande do Sul. Os novos valores passam a valer na próxima sexta-feira (22). Para as unidades atendidas pela Centrais Elétricas de Carazinho (Eletrocar), a queda no preço da tarifa será de 14% para consumidores residenciais e de 15,29% para indústrias.
A distribuidora atende 36,2 mil usuários nos municípios de Carazinho, Coqueiros do Sul, Chapada, Santo Antônio do Planalto, Colorado e Selbach. Para os clientes residenciais atendidos pelo Departamento Municipal de Energia de Ijuí (Demei), a redução será de 9,57% nas tarifas. As indústrias terão redução de 9,42%. A empresa atende 31,9 mil usuários em Ijuí.
Os 17,8 mil clientes do município de Panambi atendidos pela Hidroelétrica Panambi (Hidropan) terão redução de 10,59% para consumidores residenciais e de 13,77% para indústrias. A distribuidora Muxfeldt Marin & Cia (Muxenergia) terá redução de 13,72% nas tarifas de consumidores residenciais e de 16,78% para consumidores industriais. A empresa atende 10,9 mil usuários em Tapejara.
Segundo a Aneel, ao calcular o reajuste das tarifas a agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais. Os custos típicos da atividade de distribuição são atualizados com base no IGP-M (ABr).