As preocupações: saúde mental e emprego

Uma pesquisa encomendada pela VR ao Instituto Locomotiva mostra que a saúde mental e o emprego são as principais preocupações do trabalhador. O estudo foi realizado no segundo semestre de 2021 e ouviu 4.028 trabalhadores da base VR de todo o país

Segundo o levantamento, 41% dos trabalhadores estão muito preocupados com a saúde mental. A preocupação é maior entre mulheres e trabalhadores com menor escolaridade. Ao mesmo tempo, trabalhadores que fazem home office demonstram maior preocupação em comparação aos colaboradores que não trabalham de forma remota.

E 22% daqueles que fazem home office atribuem notas 7 ou 8 em uma escala de preocupação, enquanto quem não faz a proporção é de 17%. Quando questionados sobre o risco de perder o emprego, 37% dos trabalhadores afirmaram estar muito preocupados com essa possibilidade.

A proporção é maior entre trabalhadores com menor renda e com ensino fundamental. Nota-se que colaboradores que não fazem home office e que apresentam a apreensão somam 40%, enquanto os que trabalham de forma remota totalizam 33%. Um novo olhar sobre o dia a dia dos empreendedores, trabalhadores e suas famílias nos fez ir muito além dos benefícios, em uma relação com mais propósito para todos. – Fonte: (www.vr.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap