Bolsonaro nega aumento artificial do dólar

O presidente Jair Bolsonaro disse ontem (4) que não idolatra seu colega dos Estados Unidos, Donald Trump, que anunciou sobretaxas alfandegárias contra o aço e o alumínio brasileiros por conta da desvalorização do real. Bolsonaro também negou que o governo esteja “aumentando artificialmente” a cotação do dólar e disse que a alta da moeda americana é fruto da guerra comercial entre EUA e China.

“Nós não queremos aqui aumentar artificialmente, não estamos aumentando artificialmente o preço do dólar”, afirmou o presidente, segundo o portal G1. Bolsonaro ressaltou em seguida que “acredita” em Trump, mas não tem idolatria por ninguém. “Não vou falar amizade, não frequento a casa dele nem ele a minha, mas temos um acordo, com contato bastante cordial”, disse, acrescentando que “não é porque um amigo falou grosso” que ele vai “dar as costas”.

Desde que assumiu o governo, Bolsonaro tem adotado uma política de alinhamento automático com Trump, mas até agora o Brasil viu poucos benefícios dessa aproximação, embora já tenha feito concessões, como a isenção de vistos para turistas americanos e o acesso à base de lançamento de foguetes de Alcântara (ANSA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap