Inovar em tempos de crise

Roberto Barretto de Carvalho (*)

Uma empresa que nao inova terá seu ciclo de uma vida reduzido.

A inovação é crucial para um bom desenvolvimento de uma empresa. Considerando-se a inovação uma habilidade humana, a valorização do capital intelectual de sua instituição é extremamente importante. Cabe aqui ainda um convite à reflexão: “as únicas grandes companhias que conseguirão ter êxito são aquelas que considerarem os seus produtos obsoletos, antes que os outros o façam” (Bil Gates).

O empresário de sucesso deve saber identificar as idéias inovadoras. A criatividade consiste na capacidade de ter novas idéias. A inovação , por sua vez, e a geração de valor a partir da criatividade. Só a criatividade nao tem valor comercial. Por isso muitas pessoas sao criativas, mas poucas sao inovadoras. Para ser inovador é necessário ter conhecimento da área em que se atua, ser empreendedor e muito disciplinado.

Desta forma, pode-se transformar a idéia em algo viável, algo que possa ser vendido. Algumas empresas cometem o erro gravíssimo de apenas inovar quando a curva do lucro encontra-se descendente e os recuros para investirmos estão escassos. Sob pressão , sem recursos e “apagando constantes incêndios” na empresa, inovar fica muito difícil. A prosperidade da empresa é o momento mais confortável e seguro para inovar. Investir e inovar na empresa não significa necessariamente ter despesas com equipamentos novos, reformas etc.

Um dos mais importantes “investimentos” na empresa é a reserva de segurança. Depois dela, podemos planejar outros investimentos. A reserva de segurança da sua empresa deve ser diversificada. Cuidado para não “imobilizar” toda a sua reserva e ficar sem liquidez, pois é praticamente impossível uma empresa sobreviver usando o limite do cheque especial ou empréstimos bancários como capital de giro.

Sugiro que você reserve pelo menos um valor igual ao de três meses do custo fixo em dinheiro, ou seja, em aplicações bancárias. Durante a crise em que o Brasil está passando, “as cartas do baralho estão sendo misturadas e distribuidas novamente”. As pessoas estão abertas para as novidades apresentadas pelas empresas e muito atentas na relação custo x benefício.

O momento atual está fechando muitos empreendimentos, mas também está proporcionando a oportunidade rara de grande crescimento para quem realmente é inovador.

(*) – Administrador de Empresas, palestrante, consultor de empresas e autor dos livros de gestão empresarial: Salve-se quem Souber e Enxergando o Óbvio É diretor sócio fundador do Brasillis idiomas, desde 1992.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap