Próxima parada: o metaverso

Vivemos um período no qual as coisas do mundo estão em constantes mudanças. Tecnologias, ciência, informática, games, praticamente tudo que utilizamos no nosso cotidiano está se transformando a todo o tempo. No setor de marketing isto não é diferente. Sabemos que tudo que está ao nosso alcance hoje, logo logo já estará ultrapassado.

“O avanço tecnológico e a transformação digital fazem com que profissionais de marketing busquem sempre novas soluções para diversificar e otimizar as entregas para os clientes. O metaverso surgiu para o marketing como uma nova maneira de atingir o mercado consumidor. Segundo a consultoria global Ernst & Young, o metaverso pode movimentar até US$48 bilhões em 2026”, diz Bruno Niro, o Diretor Financeiro & Marketing Strategy da Adaction.

Durante os anos, acompanhamos tecnologias serem apresentadas e mudarem o panorama de trabalho e atuação das empresas no mundo inteiro. Uso da terceira dimensão em animações, realidade aumentada e realidade virtual são algumas das tecnologias e ferramentas que transformaram o mercado. S

egundo estimativa, 85 milhões de usuários tiveram contato com a tecnologia da realidade virtual (VR, sigla em inglês para Virtual Reality), ao menos uma vez no mês, durante o ano de 2021. Este tipo de tecnologia está transformando as experiências dos usuários que navegam na internet, participam de jogos online, e também está trazendo diversos caminhos para as empresas de tecnologia desenvolverem seus produtos, o que é o caso do metaverso.

O metaverso é um ambiente virtual único e imersivo que está ganhando popularidade após Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, anunciar que isso é o futuro para a empresa. A Adidas é mais uma grande empresa a apostar suas fichas neste novo “mundo”. A marca alemã agora conta com o seu próprio metaverso, denominado “Adiverso”, e também firmou parceria com empresas de NFTs, outra tecnologia que está fazendo muito sucesso no mercado.

Outras empresas como Itaú, Nike e Burberry também enxergaram o metaverso como uma oportunidade e já investiram milhões para levar sua marca para a realidade virtual. “As grandes corporações já estão tendo retorno. A Gucci, por exemplo, já vendeu uma bolsa também através do Roblox pelo valor de R$22 mil.
Devemos ficar atentos aos próximos passos dessa tecnologia. O futuro está no metaverso”, finaliza Niro. – Fonte e outras informações: (https://www.adaction.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap