88 views 47 secs

Senado deve votar isenção de ICMS para igrejas hoje

em Política
segunda-feira, 02 de dezembro de 2019

Templos religiosos e entidades beneficentes de assistência social poderão continuar isentos de ICMS até 31 de dezembro de 2032. A proposta, de autoria da deputada Clarissa Garotinho (Pros-RJ), aprovada em maio pelos deputados, pode ter a última votação no plenário do Senado, hoje (3), em regime de urgência.

Na última semana a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou por unanimidade o relatório do senador Irajá (PSD-TO), favorável à prorrogação por mais 15 anos do benefício. O prazo máximo é concedido a atividades agropecuárias e industriais e a investimentos em infraestrutura rodoviária, aquaviária, ferroviária, portuária, aeroportuária e de transporte urbano.

“Não há justificativa para que os incentivos voltados para templos e instituições assistenciais tenham sido enquadrados na regra geral, com prazo mais curto”, disse em seu voto. O relator esclareceu ainda que o projeto não implica diretamente renúncia de receita, apenas autoriza os estados a firmar convênios sobre incentivos fiscais do ICMS voltados a templos de qualquer culto e a entidades beneficentes de assistência social.

Igrejas já têm imunidade tributária para não pagar outros impostos, como IPTU e IPVA. Se aprovado pelo plenário do Senado, o texto seguirá para sanção presidencial (ABr).