Negócios em Pauta

A – Chip no Cérebro

Imagine inserir um chip no cérebro de uma criança para que ela possa melhorar a aprendizagem no colégio. Uma pesquisa da Kaspersky mostra que a ideia agrada boa parte dos adultos no mundo. Na opinião de pouco mais da metade (52%) dos 14.500 entrevistados, de 16 países, a implantação de uma tecnologia que permita às crianças aumentar a velocidade de raciocínio e acessar informações de forma instantânea seria algo “bastante” ou “completamente” aceitável. Porém, quando se trata de si próprios, uma parcela menor (22%) se colocaria à disposição de um cérebro biônico, caso tivesse essa oportunidade. Fonte e mais informações: (www.kaspersky.com.br).

B – Editor e Revisor

Você sabe qual é, na prática, a diferença entre um preparador de texto, um editor e um revisor? Muitos acabam se confundindo em relação às funções desses profissionais. O foco do preparador de originais (copidesque) é melhorar a fluência do texto, corrigir erros gramaticais e aplicar uma série de critérios editoriais de padronização. Ao revisor de provas cabe a leitura do material já paginado, que ele deve examinar “com lupa” em busca de erros de ortografia e de diagramação – e outros mais que possam ter escapado à etapa anterior. O editor é o responsável pela organização geral do projeto junto ao autor. A Universidade do Livro está com um novo curso para quem quer atuar nessas áreas. O curso Livro: Introdução à edição do texto (EaD ao vivo) acontece em janeiro, na modalidade EaD ao vivo. Saiba mais: (www.universidadedolivro.com.br).

C – Transformação Digital

Hoje (29), às 19h, o Sindicato da Indústria de Software e da Tecnologia da Informação/MG (Sindinfor) realiza o 11º debate do Corporate Digital Business 2020, evento on-line promovido pela entidade e que coloca a tecnologia da informação (TI), a inovação e a transformação digital como centro de discussão com os maiores especialistas do país. O convidado é o diretor-presidente e presidente do Conselho da Usiminas, Sérgio Leite, que vai ministrar a palestra “Superando Crises Severas”, quando falará sobre o atual cenário de pandemia e a companhia. Mesmo com os reflexos do novo coronavírus na economia, no primeiro trimestre, a Usiminas registrou lucro bruto de R$ 513 milhões. A empresa também investiu cerca de R$ 27 milhões em iniciativas de enfrentamento à pandemia. Inscrições pelo link (http://corporatedigital.rds.land/inscricao-29-12).

D – Vacinas do Butantan

O Governo do Ceará firmou acordo com a Fundação Butantan para compra de dois milhões de doses da vacina contra o coronavírus. A parceria prevê a entrega do imunizante a partir de janeiro, com possíveis entregas adicionais em fevereiro e maio. O memorando de intenção foi assinado pelo secretário de Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins e o presidente do Butantan, Rui Curi. A produção da vacina já está em estágio avançado e os testes tiveram resultados promissores. O imunizante Coronavac é produzido em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, e está em processo de registro definitivo na Anvisa. O acordo entre a Secretaria de Saúde do Ceará e a Fundação Butatan não inviabiliza tratativas com outras instituições, que estão desenvolvendo a vacina (brasil 61).

E – Produto Rural

A partir do dia 1º de janeiro de 2021, entra em vigor a Resolução 4.870/20 do Banco Central, editada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no dia 20 de novembro de 2020. A resolução dispõe sobre as informações relativas à exigência de registro de Cédula de Produto Rural (CPR) em sistema de registro ou depósito centralizado e operado por entidade autorizada pelo Banco Central. “Ou seja, para serem válidas, as CPRs terão de ser registradas em entidades autorizadas. Além disso, o BC emitiu outra resolução sobre como essas informações serão difundidas a terceiros”, destacou André Bachur, advogado especialista no agronegócio. Neste último caso, ele se refere à Resolução BCB 52 publicada no dia 16 de dez de 2020 (BBM).

F – Testes para Covid

A Inside Diagnósticos, laboratório brasileiro que atua no segmento de medicina de precisão, inaugurou um ponto de atendimento para testes de covid-19 no Aeroporto de São Paulo/Congonhas, com apoio da Infraero. A nova unidade conta com a capacidade diária de 300 a 500 testes, com emissão de laudos internacionais quando solicitados. Entre os testes realizados estão os de metodologias RT-PCR (nasofaríngeo, com resultados em até 48h), teste rápido imunocromatográfico para antígeno (nasofaríngeo, pronto em 15 minutos) e sorológico para anticorpos IgA-M e IgG (punção venosa, com laudo em até 72h). Não há necessidade de pedido médico ou voo marcado para passar pelo procedimento. Horário de atendimento: segunda a sábado das 6h às 22h.

G – Frentes de Trabalho

Em uma época marcada pela pandemia da covid-19, o investimento de mais de R$ 1,4 bilhão da margem brasileira de Itaipu Binacional, o maior pacote de obras já visto em Foz do Iguaçu e região, tem hoje um apelo ainda mais importante: geração de emprego. São mais de 30 projetos em diversos segmentos, que movimentam a economia, geram empregos e ficarão como legado para as futuras gerações. As obras também têm sido fundamentais para a superação da crise provocada pela pandemia de covid-19. Juntas, as obras estruturantes da margem brasileira da usina movimentam 1.400 empregos diretos e outros mil que serão criados no início da operação desses empreendimentos, como a segunda ponte, a Perimetral Leste, o Mercado Municipal, a reforma da Delegacia da Mulher e melhorias e ampliação do aeroporto, entre outras.

H – Ferrovia Interna

A Santos Port Authority (SPA) abriu consulta pública visando receber contribuições, subsídios e sugestões relativas à gestão, operação, manutenção e expansão da Ferrovia Interna do Porto de Santos (FIPS). O modelo proposto pela SPA consolida a dinâmica empregada no contrato vigente (celebrado com a Portofer), com a gestão integrada da FIPS por todos os interessados, autorregulação operacional entre as concessionárias ferroviárias, e rateio de custos e despesas proporcionais à movimentação de carga. O processo de contratação das operadoras ferroviárias será meio da realização de chamamento público, que legitima a dispensa de processo seletivo competitivo quando a oportunidade de negócio puder ser ofertada a todos os interessados. Outras informações: (http://www.portodesantos.com.br/acesso-a-informacao/licitacoes-e-contratos/consulta-publica-fips/).

I – Terminal Portuário

O Porto de Antonina, localizado no Litoral do Paraná, prevê um crescimento de 50% na movimentação de cargas em 2021, especialmente com o farelo de soja não transgênico, fertilizantes e novos produtos como madeira, cavaco, grãos orgânicos e cargas de projeto. A expectativa se deve ao cenário favorável que inclui o dólar elevado, o preço das commodities em alta e a demanda crescente por alimentos em todo o mundo. Em 2020 – os Terminais Portuários da Ponta do Félix, responsável pela concessão do Porto de Antonina – garantiu a movimentação de quase um milhão de toneladas, mesmo em um ano atípico de pandemia. Entre as vantagens da exportação e importação estão a capacidade de trabalhar com cargas diferenciadas e permitindo atendimento de navios com prioridades gerenciais de acordo com a necessidade do cliente. Saiba mais em: (www.portosdoparana.pr.gov.br).

J – Vagas Abertas

O Grupo GR abriu processo seletivo para as vagas de atendente, controlador de acesso, porteiro, agente de conservação, auxiliar de manutenção, bombeiro de heliponto, vigilante, mensageiro, recepcionista, distribuídas na Capital e na Grande São Paulo. A empresa é referência nacional na prestação de serviços especializados de Segurança Patrimonial, Portaria, Controle de Acesso, Bombeiro Civil, Recepção, Limpeza, Segurança Eletrônica e atende condomínios, indústrias, hospitais, shopping centers, instituições de ensino, sites logísticos, redes de lojas, construtoras, facilities e empresas de vários segmentos em todo o Brasil. Os interessados devem se cadastrar no site (https://grupogr.com.br/), no campo Trabalhe Conosco. A candidatura é feita somente online, a empresa não recebe currículos por e-mail ou contato telefônico.

K – Venda da Liquigás

A Petrobras finalizou a venda da totalidade da sua participação na Liquigás Distribuidora S.A. para a Copagaz e a Nacional Gás Butano Distribuidora Ltda. A Liquigás atua no engarrafamento, distribuição e comercialização de gás liquefeito de petróleo (GLP) no Brasil. A operação foi concluída com o pagamento de R$ 4,0 bilhões para a Petrobras, já com os ajustes preliminares previstos no contrato, sendo parte desse recurso decorrente de investimento minoritário e relevante da Itaúsa na Copagaz. Essa operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, passando a concentrar cada vez mais os seus recursos em ativos de classe mundial em águas profundas e ultra-profundas, onde a Petrobras tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap