Mercado de devices móveis chegando à 120 milhões de unidades

Alexssander Camargo (*)

A tecnologia wireless já conquistou seu espaço no mercado fonográfico.

Equipamentos com fio saem das prateleiras e dão espaço a devices de conexão móvel, que além de mais práticos, trazem incontáveis benefícios, tanto para o uso pessoal quanto para o corporativo. É o que aponta a mais recente pesquisa realizada pela Counterpoint Research sobre o mercado de audíveis.

De acordo com o estudo, somente no segundo trimestre de 2019, foram vendidos 27 milhões de aparelhos sem fio em todo o mundo – um acréscimo de 56% em relação ao trimestre anterior.
As perspectivas comerciais para a área são otimistas. No final deste ano, o mercado global deverá atingir 120 milhões de unidades, impulsionado por mercados como Estados Unidos, Europa e China.

O Brasil acompanha esta tendência, o que indica uma mudança definitiva na preferência dos consumidores a favor dos headsets sem fio. O aumento desta predileção são atribuídos, entre outros fatores, aos avanços na democratização da tecnologia wireless e também à redução de preços. Estes elementos combinados contribuem para que os aparelhos audíveis se popularizem ainda mais já nos próximos dois a três anos.

À medida que as remessas aumentam para aparelhos sem fio, emerge também o uso de inteligência artificial (IA) na tecnologia de voz. Para cerca de 70% dos entrevistados abordados pela Counterpoint Research, este é um diferencial importante, que definiria compras futuras – uma grande janela de oportunidades para gadgets com este recurso.

Ao analisarmos, de maneira pontual, o cenário exposto pela pesquisa, é possível constatar que as necessidades e prioridades dos usuários de devices de comunicação – como os headsets – hoje, são outras. O aumento expressivo do uso de tecnologias móveis mostra isso de maneira muito clara. E esta rápida transformação não se restringe à vida privada.

No ambiente corporativo – empresas alinhadas a esta nova vocação – já absorvem em suas rotinas aparelhos que eliminam ruídos, auxiliam na concentração e, por consequência, impactam, positivamente, na produtividade dos funcionários. Estes gadgets permitem ainda a múltipla conexão e a comunicação remota – características tecnológicas que eliminam a necessidade de um espaço físico restrito/delimitado para trabalhar, o que impacta diretamente na mobilidade dos profissionais e no alcance – que se expande – dos empreendimentos.

Um dos grandes responsáveis por esta quebra de paradigma, proporcionado pelo avanço tecnológico, é o investimento em pesquisas. A Jabra, multinacional dinamarquesa referência quando se pensa em tecnologia na comunicação, é pioneira neste movimento.

A empresa investe maciçamente em P&D e conta com uma equipe de 180 colaboradores trabalhando diariamente no desenvolvimento de tecnologias voltadas para o universo do áudio e da comunicação. Um de seus últimos estudos, por exemplo, corrobora o que afirma a Counterpoint Research: mobilidade é fundamental.

Um estudo apresentado pela Jabra, constata que os profissionais do conhecimento de hoje passam menos de 20% do seu tempo trabalhando dentro do escritório, o que significa que nos demais 80%, o profissional está em movimento. O dado comprova que os produtos criados tanto para atender quanto para mesclar as demandas pessoais e profissionais são os mais visionários do mercado atual.

Por isso, é imprescindível que as empresas estejam atentas às tendências. O mundo está mudando rapidamente, e aqueles que não acompanharem, ficarão para trás.

(*) – É especialista em devices para comunicações unificadas e colaboração, e Gerente de Produtos na SigmaOne, distribuidora Jabra no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap