Passo a passo para financiar um imóvel residencial

Durante os dois anos de pandemia, com a baixa dos juros, muitos brasileiros decidiram investir na casa própria. De acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), em 2021 o financiamento imobiliário cresceu 46%. E para impulsionar ainda mais esse mercado, a Caixa Econômica Federal anunciou recentemente um pacote de facilidades para o financiamento de construção e compra de imóveis.

Para quem é da área, a iniciativa da Caixa deve ser um estímulo para os brasileiros que querem comprar a casa própria. Paulo Kucher, vice-presidente comercial da Construtora Lyx, diz que o posicionamento do banco federal cria uma série de facilidades para os possíveis compradores e aquece o mercado imobiliário como um todo.

Dados de financiamento habitacional divulgados pela Caixa em abril mostraram um recorde de contratações no primeiro trimestre, com cerca de R$ 34,4 bilhões em contratações empréstimo imobiliário. “O financiamento é um recurso que ajuda milhares de brasileiros a comprarem a casa própria, já que funciona como uma espécie de parcelamento da aquisição”, esclarece Kucher.

Mas para quem nunca financiou um imóvel, o caminho parece um pouco burocrático e obscuro. Por isso, o especialista explica o passo a passo para facilitar a aprovação do crédito:

  1. O primeiro passo é verificar o seu score de crédito pelo CPF, que basicamente é verificar se o nome que vai receber o financiamento está “limpo”;
  2. O comprador deverá abrir uma conta no banco em que deseja fazer o financiamento, considerando as taxas de juros e as vantagens oferecidas por cada estabelecimento;
  3. Depois da conta aberta, é necessário um certo tempo de movimentação da conta bancária e é importante ter um bom relacionamento com a instituição financeira;
  4. Para conseguir o financiamento são necessários vários documentos. É importante verificar junto à instituição financeira essa lista de documentos e as informações necessárias para a solicitação e proposta de financiamento.
  5. Toda instituição financeira conta com um simulador de crédito em seu site. O objetivo dessa ferramenta é permitir que o interessado no crédito tenha noção dos valores envolvidos, desde o quanto é necessário para entrada e uma estimativa do valor da parcela do imóvel financiado.

Kucher acrescenta que qualquer um pode fazer uso desses simuladores disponíveis, pois eles contribuem no planejamento financeiro do futuro comprador. No caso dos imóveis que se enquadram no programa Casa Verde e Amarela, é necessário comprovar renda familiar para se enquadrar nas faixas oferecidas pelo programa, sendo:

Faixa 1,5 – R$ 2.000 mil subsídio de até R$ 47.500,00;
Faixa 2 – com renda de até R$ 4.00,00 o subsídio de até R$ 29.000,00;
Faixa 3 – rendas de até R$ 7.000,00.

A renda pode ser somada a de mais um familiar de primeiro grau. Além disso, a entrada do imóvel pode ser abatida do fundo de garantia (FGTS) ou parcelada durante o período de obra. – Fonte e outras informações: (https://www.lyx.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap