Quais as vantagens do registro de recebíveis para as PMEs?

Após alguns adiamentos, entrou em vigor definitivamente em junho a nova lei de recebíveis, que determina que toda transação financeira realizada por meio de cartão de crédito ou débito deve ser capturada e registrada em entidades específicas, chamadas de Registradora.

A expectativa do Banco Central é de que a concorrência na área de crédito aumente, com reflexos nas taxas cobradas das empresas, em especial os pequenos varejistas. Nesse contexto, a Blu, fintech brasileira que oferece soluções financeiras para facilitar a relação entre varejistas e seus fornecedores, explica as vantagens da nova resolução para os pequenos e médios empresários.

“O registro faz com que o comerciante possa utilizar o saldo das vendas no cartão da forma que quiser, podendo antecipar com taxas menores que as atuais ou utilizá-lo de outras formas, como garantia para empréstimo ou ainda como garantia para obter melhores prazos e custos na compra com seus fornecedores”, explica Rafael Sobral, CEO da Blu.

Confira três vantagens do registro de recebíveis para as PMEs:

  1. – Mais facilidade e menor custo: a possibilidade de adiantar o recebimento de vendas pagas com cartões por meio de qualquer instituição financeira ou fintechs é uma das mudanças que a resolução trouxe. Isso faz com que fique mais fácil para o lojista usar a sua agenda da maneira que achar mais conveniente e com a instituição que oferecer o custo mais vantajoso.
  2. – Maior acesso a modalidades de crédito: agora é viável usar os recebíveis do cartão de crédito como garantia para empréstimos em diversas instituições. No antigo modelo de ‘trava bancária’, não era possível, todo o fluxo de recebíveis ficava garantido para um único credor. A vantagem aqui é que o lojista pode escolher dar acesso a várias instituições à sua agenda de recebíveis, aumentando o leque de ofertas.
  3. – Acesso a produtos e serviços inovadores: as transformações financeiras proporcionadas pelas fintechs abrem muitas possibilidades. A adoção de novas tecnologias aumenta o oferecimento de soluções mais inovadoras e competitivas, como por exemplo, a possibilidade do varejo utilizar sua agenda de recebíveis de cartão de crédito como garantia para as compras com seus fornecedores, podendo assim negociar melhores condições de preço ou maior prazo de pagamento.

“Com a alteração, é permitido que qualquer instituição, seja ela financeira ou não, possa oferecer serviços para os varejistas relacionados a recebíveis. Antes, os pequenos e médios comerciantes viviam essa dor: o cliente parcelava as compras várias vezes, mas o fornecedor dava um prazo curto para o empreendedor quitar o valor dos produtos.

Agora o novo contexto, permitindo antecipar seus recebíveis ou utilizá-los da maneira que entender melhor, certamente trará muitos benefícios aos pequenos varejistas”, finaliza Sobral. – Fonte e mais informações: (www.blu.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap