Pesquisa aponta que maioria dos contadores está otimista com setor

De acordo com uma pesquisa inédita sobre o ecossistema contábil brasileiro recentemente produzida pela Omie, plataforma de gestão em nuvem número um para PMEs, mais de dois terços (62,2%) dos profissionais de contabilidade afirmam estar otimistas com o mercado em 2020. Cerca de 26,5% adotam uma posição neutra e apenas 11,3% estão pessimistas. Quase 70% dos 3279 entrevistados afirmam que o setor contábil em si está em momento de expansão.

Não à toa, a contabilidade registrou uma das maiores taxas de empregabilidade no Brasil em 2018, acolhendo 93,8% dos trabalhadores com formação na área, segundo o Ipea, além de ser a graduação com maior número de alunos matriculados no país. Segundo o levantamento da Omie, 64,6% dos dos profissionais contábeis relataram a conquista de até 10 novos clientes nos últimos 12 meses, um progresso considerável levando em consideração que 78% dos consultores contábeis independentes e 62% das empresas focadas em serviços contábeis atendem menos de 100 clientes.

Para continuar aperfeiçoando os serviços contábeis e expandindo o setor em 2020, os profissionais apontam que entre as principais estratégias para este ano estão a captação de novos clientes (59.9%), o aumento da produtividade da empresa (40.9%), a melhoria no atendimento aos clientes (39.8%) e a contratação de novas tecnologias (32.3%).

A Omie aponta que, além de automatizar e otimizar seus processos, os escritórios contábeis podem avançar ainda mais na profissionalização de seus serviços, já que cerca de 60% deles não contam com um departamento interno de RH, quase 75% não possuem área de tecnologia e mais de 80% não têm profissionais focados no controle de qualidade dos serviços (sendo que apenas 18,2% implantaram programas de qualidade como ISO ou PQEC). Menos de 15% deles investem em um departamento de marketing.

Além disso, apenas 15,6% desses profissionais afirmam já estar automaticamente integrados com todos ou quase todos os processos de seus clientes, ainda que mais de 40% digam que uma das principais estratégias para este ano será o aumento de produtividade da empresa.
“Com esses dados, percebemos que os escritórios contábeis ainda podem evoluir muito na automação de processos para que eles passem a atuar de forma mais estratégica e menos operacional, que é o caminho inevitável de um mercado que atravessa um momento intenso de digitalização”, comenta Marcelo Lombardo, fundador e CEO da Omie.

Os números se somam a um cenário em que os contadores citam, como principal desafio para o próximo ano, acompanhar a evolução tecnológica. O levantamento mostra que essa adaptação dos serviços à era digital está apenas começando nesse setor: somente 5% dos escritórios de contabilidade oferecem entre seus serviços a elaboração de plano de negócios; cerca de 8% ajudam o cliente a solucionar dívidas ou atrasos e menos de 2% apostam na oferta de serviços voltados para acesso a crédito e investimentos, por exemplo.

Ainda de acordo com Marcelo Lombardo, “o papel do contador está se transformando de forma que ele vai passar a projetar o futuro de seus clientes em vez de só registrar o passado. A Omie trabalha para reconhecer esse profissional, tanto dentro de sua rotina, quanto proporcionando ainda mais qualificação. Essas experiências criam um cenário ainda mais forte, fazendo com que todo o ecossistema cresça”.

Fonte e mais informações: (www.omie.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap