O futuro do varejo passa a ser digital

Elizeu Barroso Alves (*)

O varejo já estava em plena transição para o mundo digital e com a Covid-19 essa passagem foi antecipada a uma velocidade nunca antes vista. Com o fechamento do comércio em diversas cidades, o varejo digital tem se tornado uma nova forma de empreender, e veio para ficar.
Segundo a pesquisa realizada pela ACI Worldwide, houve no mês de junho, um aumento contínuo (117%) nas vendas de artigos para uso ao ar livre, calçados e artigos esportivos.

Isso tudo para ficarmos em casa, fazer nossas atividades em casa. Nosso lar passa a ser o principal espaço de lazer, entretenimento, trabalho, etc. Porém, empreender no mundo digital não é apenas ter ‘uma loja online’, ou pior, transpor todos os conceitos do físico para o mundo digital de forma ipsis litteris. Com certeza uma estratégia assim está fadada ao insucesso.

A chave é entender que cada celular é um ponto de venda, cada usuário um cliente em potencial, assim, as empresas que não nasceram digitais e precisam fazer essa transição devem traçar novas estratégias, com olho nesse novo consumidor. Por exemplo, precisamos entender o comportamento do consumidor na Era Digital, e o quanto ele anseia pelos mais diversos produtos que podem ser ofertados por meio de estratégias Omni, com a facilidade de adquirir o produto em um local e o retirar em outro.

Para isso, é necessário o uso de estratégias de Marketing Digital, por meio de ferramentas que possam criar sites de alta performance.
O relacionamento digital possibilita conhecer mais de perto o cliente, por meio de suas interações com a empresa e em suas redes sociais, assim, é possível customizar ofertas aos clientes, e encantá-los! É necessário criar a experiência digital.

Conceitos como Internet das Coisas – IOT, BI – Business Inteligence, Big Data, E-Business e E-Commerce e Processos de Design Thinking devem estar na ponta da língua dos empreendedores, e não só isso, tecnologias como as de Inteligência Artificial – IA vão a cada dia mudar a cara dos negócios.

Assim, no mundo digital, o varejo torna-se um lugar de destaque. Aos empreendedores digitais deve-se desenvolver a capacidade de alinhar a gestão comercial de forma estratégica em consonância com o comportamento do consumidor e as dinâmicas de relacionamento e comunicação.

(*) – É coordenador dos cursos de Gestão Comercial e Varejo Digital do Centro Universitário Internacional Uninter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap