Brasil condena assassinato de líder da oposição venezuelana

Reprodução/Twitter
  • Save

Luis Manuel Díaz foi morto em comício.

O ministério das Relações Exteriores divulgou nota na qual afirma que o governo brasileiro condena o assassinato de Luis Manuel Díaz, líder da oposição venezuelana, ocorrido na última quarta-feira (25). De acordo com o Itamaraty, é responsabilidade das autoridades venezuelanas zelar para que o processo eleitoral no país ocorra de forma “limpa e pacífica”.
“O governo brasileiro confia em que o governo venezuelano atuará para coibir quaisquer atos de violência ou intimidação que possam colocar em dúvida a credibilidade do processo eleitoral em curso e a legitimidade dos resultados da votação”, diz o comunicado.
Segundo a nota, o governo brasileiro tomou conhecimento “com consternação” da morte de Manuel Díaz, dirigente do partido Ação Democrática.
O Brasil manifesta o desejo de que a Venezuela permita aos cidadãos exercer “com tranquilidade seu dever cívico” e tenha “plenamente respeitada sua vontade soberana”. No próximo dia 6, mais de 19 milhões de venezuelanos votarão nas eleições, para renovar 167 cadeiras do Parlamento. “O governo brasileiro rechaça firmemente o recurso a qualquer tipo de violência que possa afetar o bom desenvolvimento do processo eleitoral, e insta as autoridades venezuelanas a investigar os fatos e punir os responsáveis”, diz o comunicado (ABr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap