Lucro da Petrobras cresce 56,5% no 1º trimestre e atinge R$ 6,9 bilhões

Para a Petrobras, a principal explicação para o aumento de 56% no lucro líquido é a elevação nas cotações internacionais do petróleo.
  • Save

O lucro líquido da Petrobras cresceu 56,5% no primeiro trimestre, em relação a igual período do ano passado, atingindo R$ 6,96 bilhões. O crescimento expressivo surge depois de quatro anos seguidos de prejuízos e de um processo de reestruturação e de redução do endividamento da companhia, que teve início após as denúncias da Operação Lavo Jato.
Este é, segundo a estatal, o melhor resultado trimestral desde o início de 2013, quando a empresa havia lucrado R$ 7,69 bilhões, e também terminou o trimestre com resultados positivos em sua métrica de segurança. A principal explicação para o aumento de 56% no lucro líquido do primeiro trimestre de 2018 é a elevação nas cotações internacionais do petróleo, que saíram de US$ 53,8 na média do primeiro trimestre de 2017 para US$ 66,8 este ano.
Além disso, a mudança no preço internacional também permitiu que a Petrobras obtivesse margens mais elevadas nas exportações de petróleo e gás natural, assim como na venda de derivados. A empresa também teve ganhos com a alienação de ativos de Lapa, Iara e Carcará no pré-sal da Bacia de Santos. “Este é um resultado certamente bastante positivo e que espelha não apenas o esforço que está sendo feito na empresa nos últimos tempos, e que acontece em todas as áreas, consolidando a recuperação”, disse o presidente da Petrobras, Pedro Parente
Para ele, no entanto, ainda há muito a ser feito. “Com este resultado, consolidamos a trajetória de recuperação da Petrobras. Nosso objetivo é chegar a dezembro com uma empresa com indicadores de segurança entre os melhores do nosso setor, financeiramente equilibrada e com sua reputação recuperada”.
Com o lucro líquido registrado no primeiro trimestre de 2018, a Petrobras irá remunerar todos os seus acionistas com R$ 0,05 por ação. A distribuição para os acionistas não era feita desde 2014. A medida foi decidida pelo Conselho de Administração e prevê a antecipação do pagamento dos dividendos na forma de juros sobre capital próprio (JCP) para ambas as classes de ações para o próximo dia 25 (ABr).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap