Lazer e Cultura 22/06/2016

Show

Fernanda Abreu
  • Save

Acompanhada por Eugenio Dale (violão), André Carneiro (baixo), Donatinho (teclado) e Tuto Ferraz (bateria), a cantora Fernanda Abreu mostra canções que fizeram sucesso em seus 25 anos de carreira

Embaladas por arranjos especiais e acústicos que evidenciam novas camadas de sensações, mas sem perder o suingue característico de sua trajetória. No set list estão, Rio 40 Graus (Fernanda Abreu/Carlos Laufer/Fausto Fawcett), Veneno da Lata (Fernanda Abreu/ Will Mowatt), Jorge de Capadócia (Jorge Ben Jor), Garota Sangue Bom (Fernanda Abreu/Fausto Fawcett), Jack Soul Brasileiro (Lenine), além das baladas românticas Você Pra Mim (Fernanda Abreu), Um Amor Um Lugar (Hebert Vianna) e Rock With You (Rod Temperton).

Serviço:Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (28) às 21h. Ingressos: R$ 100 e R$ 70.

REFLEXÃO

AGUARDEMOS. “E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa”. – Paulo. (Hebreus, 6:15.)  Em qualquer circunstância, espera com paciência. Se alguém te ofendeu, espera. Não tomes desforço a quem já carrega a infelicidade em si mesmo. Se alguém te prejudicou, espera. Não precisas vingar-te de quem já se encontra assinalado pela justiça. Se sofres, espera. A dor é sempre aviso santificante. Se o obstáculo te visita, espera. O embaraço de hoje, muita vez, é benefício amanhã. A fonte, ajudando onde passa, espera pelo rio e atinge o oceano vasto. A árvore, prestando incessante auxílio, espera pela flor e ganha a bênção do fruto. Todavia, a enxada que espera, imóvel, adquire a ferrugem que a desgasta. O poço que espera, guardando águas paradas, converte a si próprio em vaso de podridão. Sejam, pois, quais forem as tuas dificuldades, espera, fazendo em favor dos outros o melhor que puderes, a fim de que a tua esperança se erga sublime, em luminosa realização.  Livro Palavras de Vida Eterna – F.C. Xavier

Infantil

“Fonzera”
  • Save

Neste fina de semana os espetáculos “Os Silva” e o divertido “Fonzera”, que vão envolver o público com muitas brincadeiras e gargalhadas. Os Silva (dia 25), com a Cia. Conte outra vez apresentam Zé e Mariazinha irmãos, moram na roça e brigam como cão e gato. Dentre muitas brincadeiras os dois planejam uma grande surpresa para sua vovó e vão aprender juntos a importância da família e da vida simples. E, Fonzera (dia 26). Fonço é um inusitado palhaço que nos leva direto para dentro da magia circense e traz um espetáculo composto por mágicas interativas e cheio de trapalhadas e gargalhadas.

Serviço: Shopping Ibirapuera, Av. Ibirapuera, 3.103, Moema, tel. 5095-2300. Sábado (25) e domingo (26) às 15h. Entrada franca.

Comédia

No espetáculo “Bomba Relógio, Uma Explosão de Gargalhadas”, o ator fala do ser humano, analisando com humor suas características e capacidades de se refazer diante dos problemas do dia a dia, deixando evidente que sempre existe uma saída, mesmo que o tempo pareça estar se esgotando. Com André Rangel.

Serviço: Teatro Restaurante Itália Mia, R. Rui Barbosa, 354, Bela Vista, tel. 3449-5190. Sábados às 21h. Ingresso: R$ 20. Até 30/07.

 

Forró

Circuladô de Fulô
  • Save

O Circuladô de Fulô embalará o arraiá, que terá decoração típica, correio elegante, muito forró e sertanejo, além de comidas e bebidas típicas. Nesta festa, os músicos interpretarão os sucessos da carreira como “Águas Mansas”, “O Sol, a Liz e O Beija-Flor” e “Levitar”, além de releituras de “Eu Só Quero Um Xodó” e “All Star”, entre outras músicas que não deixarão ninguém ficar parado. Formado por Gustavo Brunatti nos vocais, Gustavo Bortoleto na zabumba e Eduzinho na guitarra e violões.

Serviço: Brook´s, R. Carmo do Rio Verde, 83, Chácara Sto. Antonio. Sexta (24) às 22h30. Ingressos: R$ 50 a R$ 120.

Refugiados

Comemorando 15 anos de trajetória, a Companhia Nova de Teatro dá continuidade às pesquisas sobre processos migratórios, seus reflexos e consequências e estreia “Barulho D’Água” no dia 1º de julho. A versão brasileira nasceu do encontro dos artistas Carina Casuscelli (tradução e direção) e Lenerson Polonini (provocação e iluminação), fundadores da Companhia Nova de Teatro, com o dramaturgo italiano Marco Martinelli. A dramaturgia do espetáculo tem como eixo central o depoimento de cinco refugiados, que foram colhidos pelo próprio Marco Martinelli na Ilha de Lampedusa, na região da Sicília (Itália). O texto original é um monólogo, onde um general conta a história desses refugiados, mas, na versão brasileira, a diretora Carina Casuscelli resolveu dar vida aos refugiados, cabendo ao ator Alexandre Rodrigues a interpretação de alguns dos personagens.

Serviço: Teatro João Caetano, R. Borges Lagoa, 650, Vila Clementino, tel. 5573-3774. Sextas e sábados às 21h e domingos às 19h. Até 24/07.

MUSICAL

O drama musical “Marat – Sade”, de Peter Weiss, faz as duas últimas apresentações. A peça apresenta a encenação da perseguição e assassinato do revolucionário Jean Paul Marat, realizada pelos internos do hospício de Charenton, em 1808. Montagem do Teatro da Pequena Morte tem direção de Reginaldo Nascimento e reúne 23 atores no elenco.

Serviço: Teatro Commune, R. da Consolação, 1.218, Consolação, tel. 3476-0792. Quarta (23) às 21h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap