Geral 16 a 18/04/2016

Onze anos após assassinato de Dorothy Stang, mortes em Anapu disparam

Homenagem à missionária norte-americana Dorothy Stang, no exato local onde ela foi assassinada, em Anapu.
  • Save

Com sete mortes registradas em 2015, de acordo com dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT), o município de Anapu, no sudoeste do Pará, volta a chamar atenção pela violência decorrente da disputa por terras

O ano passado foi o mais violento dos últimos 12 anos no meio rural brasileiro, com 50 mortes motivadas por conflitos agrários. A maior parte dos homicídios ocorreu em Rondônia (20) e no Pará (19). Além das mortes, a pastoral registrou 59 tentativas de assassinato no ano passado. Os dados mostram ainda que nos quatro primeiros meses de 2016, já foram registrados 13 homicídios e atualmente há no país 144 pessoas ameaçadas de morte devido a conflitos no campo.
Entre os mortos no ano passado está Wilson Gonçalves Barbosa, funcionário contratado pelo Incra para trabalhar na guarita de acesso ao Projeto de Desenvolvimento Sustentável Esperança, no qual a missionária norte-americana Dorothy Stang trabalhava e onde foi assassinada em fevereiro de 2005. Outras cinco mortes estão ligadas ao lote 83 da gleba Bacajá/Mata Preta, uma área pública que aguarda regularização para reforma agrária e cuja propriedade é reivindicada por Regivaldo Pereira Galvão, condenado pelo TJ-PA a 30 anos de prisão, após ter sido considerado o principal mandante da morte de Dorothy.
Após permanecer 1 ano e 4 meses preso, o “Taradão”, como Galvão ficou conhecido na região, aguarda em liberdade por julgamento de recurso, beneficiado por um habeas corpus concedido em 2012 pelo STF. A impunidade é um dos principais fatores apontados pela pastoral para o recrudescimento da violência no campo. Segundo dados da entidade, de 1.115 casos de homicídio decorrentes de conflitos no campo registrados entre 1985 e 2014, apenas 12 foram julgados. Outra razão apontada pela pastoral é a redução de áreas desapropriadas para a reforma agrária observada nos últimos anos. Em 2015, pela primeira vez desde a redemocratização do país, não foi assinado nenhum decreto presidencial de desapropriação de imóveis rurais, de acordo com dados do Incra.
“Não é verdade que as mortes no campo não são investigadas”, rebateu o ouvidor agrário nacional, desembargador Gercino José da Silva Filho. “Nós podemos apontar o inquérito, a denúncia e o processo, então nossos dados são objetivos, reais, concretos e fáceis de apontar, o que nem sempre acontece com os dados da pastoral”. A coordenadora nacional da comissão pastoral, Jeane Belline, alega, no entanto, que nos últimos anos os mandantes dos crimes mudaram sua estratégia e passaram a ocorrer mais mortes no meio urbano, em uma tentativa de descaracterizar os crimes como sendo ligados a conflitos agrários. O desembargador Gercino reconheceu que a tensão aumentou no meio rural: “Os motivos principais são a existência de terras públicas federais que se encontram griladas por grandes posseiros e a questão do desmatamento, principalmente por madeireiras clandestinas” (ABr).

Coleta de digitais será usada para evitar fraudes no Enem

Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou novas regras para o Enem em 2016.
  • Save

As regras do Enem 2016 estão em edital publicado na edição de sexcta-feira (15) do Diário Oficial da União. As inscrições serão abertas às 10h do dia 9 de maio e se encerram às 23h59 do dia 20 do mesmo mês, no horário de Brasília. As provas estão marcadas para 5 e 6 de novembro. As inscrições serão feitas pela internet, no (http://enem.inep.gov.br/participante). Nesta edição, será colhida a impressão digital dos estudantes para evitar fraudes. A coleta poderá ocorrer no primeiro ou segundo dia de prova.
As datas e regras do Enem 2016 foram anunciadas pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Além da identificação biométrica, outra novidade é que a guia de inscrição pode ser paga em qualquer agência bancária, em casas lotéricas e nos Correios. A taxa é de R$ 68. Ficam isentos estudantes de escolas públicas que vão concluir o ensino médio este ano e estudantes que se declararem carentes. O edital prevê que os participantes que precisem de atendimento especializado ou específico devem informar, no ato da inscrição, a condição que motiva a solicitação. O estudante travesti ou transexual que deseja atendimento pelo nome social poderá solicitá-lo na página do participante.
O edital informa que os portões dos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. Como no ano passado, o início das provas será às 13h30. A ordem das provas permanece como nos anos anteriores. No dia 5 de novembro, o candidato terá quatro horas e meia para fazer os exames de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. No dia 6, serão cinco horas e meia para as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática.
Para os sabatistas, pessoas que guardam o sábado por convicção religiosa, a abertura dos portões será às 12h e o início das provas, às 19h, no horário de Brasília. Nos estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rondônia as provas para os sabatistas começarão às 19h, do horário local (ABr).

Evo Morales presenteia Papa com livros sobre a folha de coca

O presidente da Bolívia, Evo Morales, presenteou o papa Francisco com três livros sobre a folha de coca durante audiência privada realizada no Vaticano na sexta-feira, dia 15. O Pontífice agradeceu pelas obras, que tratam sobre os benefícios que a folha – consumida há séculos pelos indígenas bolivianos, mas que também pode ser usada no preparo de drogas – pode trazer para a saúde.
“Eu tomo [chá da folha de coca] e ele me faz muito bem. Eu o recomendo”, disse o presidente boliviano. Morales ainda presenteou o líder religioso com um busto de madeira do líder indígena aimará Tupac Katari, que foi torturado e morto após incitar uma revolta na região do Alto Peru, atual Bolívia, no século XVIII.
O Papa, em troca, o presenteou com o texto da exortação “Amoris laetitia” (“Alegria do amor”) e o livro “O Nome de Deus é Misericórdia”, escrito pelo jornalista italiano Andrea Tornielli e inspirado em entrevistas com o líder da Igreja Católica. Em visita realizada ao Papa em julho do ano passado, Morales causou polêmica ao dar de presente um crucifixo bastante peculiar, que trazia Jesus Cristo sobre um uma cruz em forma de foice e martelo, símbolo do comunismo (ANSA).

115 mil vagas do Fies não foram preenchidas

São Paulo – Das 250 mil vagas oferecidas pelo Financiamento Estudantil (Fies) no primeiro semestre, só 115 mil já foram preenchidas, segundo levantamento do Fórum das Entidades Representativas do Ensino Superior Particular, que reúne as sete principais associações do segmento. As mudanças nas regras do programa e a prioridade do MEC para vagas em cursos com baixa demanda seriam as razões para que apenas 46% das vagas estejam preenchidas.
De acordo com Sólon Caldas, diretor executivo do Fórum, a maioria das vagas não preenchidas é de cursos de licenciatura, uma das três áreas priorizadas pelo Fies (as outras duas são a área de saúde e engenharias). No entanto, ele diz que há sobras em todos os cursos o que indica que é preciso fazer correções ao programa. “As regras estão muito restritivas e o MEC não está conseguindo fechar a conta. O curso que tem demanda não tem alunos aptos a conseguirem o financiamento. Já os cursos com baixa demanda não têm interessados”, disse Caldas.
Após as mudanças feitas no segundo semestre do ano passado, o Fies passou a impor um limite de renda familiar bruta per capita de 2,5 salários mínimos mensais e passou a financiar uma parcela da mensalidade dos cursos. “O aluno criou uma expectativa, se esforçou, conseguiu o financiamento, mas só depois ficou sabendo que o Fies só iria contemplar 30%, 20% da sua mensalidade. Muitos não conseguem pagar tudo isso”, disse Caldas.
No último dia 30 de março, o MEC publicou uma portaria que autoriza as instituições de ensino superior a redistribuir as vagas ociosas do Fies para outros cursos em que houver demanda. No entanto, segundo as instituições, a mudança não deve ser suficiente para preencher todas as vagas. “A nova regra é importante, mas deve ter um impacto pequeno porque o problema está no início das novas regras”, disse Caldas (AE).

Itália será ‘cobaia’ da Fifa para TI em campo

A Fifa escolheu a Itália para testar, a partir do próximo mês de setembro, o uso da tecnologia durante as partidas para ajudar os árbitros em algumas decisões. No próximo dia 21, o presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Carlo Tavecchio, se reunirá com as ligas que organizam as séries A e B do futebol local para discutir a implantação do sistema.
“Fomos um dos primeiros defensores da utilização da tecnologia em campo e acreditamos ter todos os requisitos para oferecer a nossa contribuição”, declarou o cartola. O programa de testes prevê duas fases: a primeira “offline”, na temporada 2016/17, e a segunda “ao vivo”, em 2017/18.
Os juízes contarão com câmeras para auxiliá-los com replays em lances difíceis e decisivos, como pênaltis, validade de gols ou cartões vermelhos. O acompanhamento dos vídeos será responsabilidade de um árbitro assistente, que alertará o juiz sobre alguma jogada duvidosa. No entanto, este último também poderá pedir ajuda do vídeo para esclarecer lances sobre os quais não tiver certeza (ANSA).

 
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap