66 views 12 mins

Geral 09 a 11/07/2016

em Geral
sexta-feira, 08 de julho de 2016

Operação Boca Livre: Justiça acha só R$ 159 em 5 contas bancárias

Agentes chegam à Polícia Federal, na Lapa, com detidos na Operação Boca Livre.

A Justiça encontrou apenas R$ 159,71 em cinco contas do empresário Felipe Amorim, alvo da Operação Boca Livre que investiga desvios de R$ 180 milhões liberados para projetos culturais com incentivo da Lei Rouanet

Felipe foi preso em 28 de junho sob suspeita de ter usado verbas públicas obtidas com incentivo fiscal para bancar seu casamento cercado de luxo no Jurerê Internacional, em Santa Catarina, em 25 de maio.
Em outras quatro contas do pai de Felipe, o empresário Antonio Carlos Bellini Amorim, os investigadores não acharam um único centavo. Ao todo, em doze contas dos Bellini, rastreadas pelo Banco Central, foram bloqueados R$ 161,56 – aqui somado o R$ 1,85 localizados em três contas de Bruno, irmão de Felipe e também alvo do confisco. O achado de valores tão pífios causou perplexidade entre os investigadores porque o Grupo Bellini recebeu, segundo levantamento preliminar, verbas do Tesouro que somam R$ 4,58 milhões sempre pelo mecanismo de incentivo da Lei Rouanet.
A Boca Livre tem como principal alvo o Grupo Bellini, controlado por Antonio Carlos, pai de Fellipe e Bruno, todos capturados em regime temporário, inicialmente. Depois, em 1º de julho, o juiz Hong Kou Hen, da 3.ª Vara Criminal Federal de São Paulo, converteu a medida em prisão preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. A PF e a Procuradoria da República fizeram uma varredura na lista de fornecedores arrolados para os projetos culturais – conforme informações prestadas pelo Ministério da Cultura -, e verificaram que pessoas físicas e jurídicas ligadas a Bellini, “bem como o próprio”, foram destinatários de pagamentos superiores a R$ 4,5 milhões, o que corresponde a 15,59% da amostra de pagamentos avaliados.
Na decisão que determinou a prisão preventiva de pai e filhos, o juiz Hong Kou Hen chamou atenção para o fato. “Merece destaque, ainda, que determinado o bloqueio de valores sob titularidade dos investigados, restou informado que Antônio possuía saldo ZERO reais nas suas quatro contas, Bruno, o saldo de R$ 1,85 nas suas três contas, e Felipe o saldo de R$ 159,71 nas suas cinco contas, o que, no mínimo é estranho, e levanta suspeitas desfavoráveis aos investigados, considerando que foram movimentados milhões de reais nos últimos anos”, afirmou o magistrado.
“No entender deste juízo, não se trata de situação de penúria econômica, mas de provável manobra de esvaziamento das contas bancárias, circunstância que evidencia conduta visando frustrar a aplicação da lei penal”, destacou Hong Kou Hen. A reportagem não localizou representantes do Grupo Bellini (AE).

Voos entre EUA e Cuba: quando setembro vier

Atualmente, norte-americanos e cubanos que precisam ir a Cuba viajam em aviões fretados.

Os voos comerciais entre Estados Unidos e Cuba podem ser retomados já em setembro, após mais de 50 anos suspensos, em mais um avanço do desgelo das relações bilaterais. Segundo o secretário de Transporte norte-americano, Anthony Foxx, “restabelecer o serviço aéreo regular tem o enorme potencial de reunir as famílias cubano-americanas e fomentar a educação e as oportunidades de empresas norte-americanas de todo tipo”.
O governo de Barack Obama aprovou, ainda que de forma provisória, a tabela de voos para a ilha caribenha. Em um primeiro momento serão 20 voos diários, saindo de cidades como Nova York, Los Angeles, Miami, Orlando, Atlanta, Houston, Charlotte, Fort Lauderdale, Newark e Tampa. Um voo direto entre as capitais Washington e Havana também está sendo estudado. As empresas que receberam a permissão para realizar a rota são Alaska Airlines, American Airlines, Delta Air Lines, Frontier Airlines, JetBlue Airways, Southwest Airlines, Spirit Airlines e United Airlines.
O anúncio é um dos mais importantes desde que os países anunciaram a retomada de relações em dezembro de 2014, após mais de 50 anos de desavenças políticas. Atualmente, norte-americanos e cubanos que precisam ir a Cuba viajam em aviões fretados, que são, além de caros, muito difíceis de agendar. Além disso, as viagens precisam ser coordenadas com agentes do governo dos EUA. A medida deve ajudar uma das maiores fontes de renda da ilha, o turismo (ANSA).

Europa: 3 mil mortes de imigrantes no 1º semestre

Quase três mil pessoas morreram no primeiro semestre de 2016 em travessias rumo à Europa, anunciou a Organização Internacional das Migrações (OIM), em mais um crítico balanço sobre a crise imigratória local. Até o último dia 6 de julho, a OIM registrou 230.885 mil pessoas se deslocando de zonas de conflitos e tentando entrar na Europa, principalmente na Itália (70.978 imigrantes) e na Grécia (158.527).
O balanço de mortos para este período foi de 2.920, quase mil a mais dos 1.838 registrados no primeiro semestre de 2015. O país de onde partiram mais imigrantes é a Líbia, que sofre com um vácuo de poder desde a destituição do ditador Muamar Kadafi, assassinato em outubro de 2011, e o Egito, devido à sua proximidade territorial com a Europa. Já as operações de resgate ocorreram em maior número no Canal da Sicília, que fica no Mar Mediterrâneo (ANSA).

Campanha pede fim da seleção russa

Mais de meio milhão de russos assinaram uma petição online solicitando ao governo que “dissolva” a seleção de futebol do país em seu formato atual e crie uma nova. Com o dinheiro economizado, os signatários propõem investir em campos esportivos para jovens.
Sede da próxima Copa do Mundo, a Rússia caiu na primeira fase do Mundial do Brasil, em 2014, e da Eurocopa da França, apesar das fortunas gastas com comissões técnicas. Entre 2012 e 2015, a equipe foi treinada pelo italiano Fabio Capello.
Após o fracasso na Euro 2016, um time amador até desafiou a seleção para um duelo, hipótese que passou a ser levada a sério e que pode ser concretizada no próximo outono europeu. Com base na lei que regulamenta as petições populares no país, o governo encaminhou o abaixo-assinado ao Ministério do Esporte, mas é pouco provável que alguma medida seja tomada (ANSA).

Obama condena ataque “cruel” em Dallas

Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Varsóvia – O presidente dos Estados Unidos Barack Obama, condenou o ataque a policiais que aconteceu na noite de ontem, em Dallas, e prometeu trabalhar para punir os envolvidos no ato, classificado como “cruel”. Em visita à Polônia, onde participou de uma cúpula internacional, Obama disse que os policiais que trabalhavam durante a manifestação contra a morte de dois negros por policiais em Minnesota e Louisiana, foram intencionalmente alvejados. “Estamos horrorizados com esses eventos”, disse.
Cinco policiais foram mortos e sete ficaram feridos por atiradores de elite que abriram fogo durante uma manifestação em Dallas, a poucas quadras de onde o então presidente John F. Kennedy foi morto, em 1963. Os manifestantes protestavam contra a morte de Alton Sterling e Philando Castile, dois homens negros abordados por policiais essa semana. “Existe um grande grupo, dentro dos Estados Unidos, que acredita ser tratado de forma diferente por causa da cor de sua pele”, disse Obama. “E isso é um problema para todos nós” (AE).

Câmara facilita pesquisa sobre despesas de deputados

A Câmara dos Deputados aprimorou a ferramenta que permite ao cidadão consultar as despesas dos deputados. O novo sistema de pesquisa sobre o uso da cota para o exercício da atividade parlamentar será lançado nesta terça-feira (12). “A nova ferramenta vai ampliar a transparência da Câmara e permitir um maior controle social pelos cidadãos”, declarou o presidente interino da Casa, Waldir Maranhão.
Com o novo sistema, o cidadão poderá pesquisar as despesas de vários deputados ao mesmo tempo e poderá definir um período de consulta – um ano, por exemplo. Até agora só era possível pesquisar o uso da cota em um mês específico e de um deputado determinado. A cota para o exercício da atividade parlamentar varia entre R$ 30 mil e R$ 45 mil por mês, a depender do estado do deputado.
O coordenador de soluções de TI, André Atrock, explica que, com o novo serviço, o cidadão também poderá filtrar sua pesquisa por tipo de despesa, como gastos com locação de veículos, com passagens aéreas ou com alimentação e hospedagem, por exemplo. E ainda poderá fazer a consulta pelo nome ou CNPJ das empresas que prestaram serviço aos parlamentares. Além disso, a pesquisa dos gastos poderá ser feita por partido e por unidade da federação.
A partir da página principal do portal (www.camara.leg.br), vá até a aba “Transparência” e clique em “Cota para exercício da atividade parlamentar”. Na página de pesquisa, você escolhe o nome do deputado ou dos deputados a serem pesquisados, o período, o tipo de despesa, entre outras opções (Ag.Câmara).