Três dicas para exercitar a criatividade no trabalho

A criatividade é uma das power skills (também chamadas de habilidades comportamentais ou de soft skills) mais úteis e vantajosas para os profissionais – afinal, não haveria inovação sem criatividade e os negócios não prosperariam sem inovação.

“Ser criativo é ser capaz de enxergar situações de ângulos novos, de conectar entre si ideias à primeira vista não relacionadas e de encontrar soluções para problemas complexos”, diz Bruna Ruschel, instrutora de criatividade e design na Udemy.

Apesar de muitos acharem que a criatividade é uma habilidade inata, ela pode, sim, ser aprendida. Veja a seguir três dicas de Ruschel para quem quer aprender essa competência e aplicá-la no dia a dia de trabalho, inspiradas no eBook da Udemy “Disrupt or Be Disrupted: How to Cultivate Creativity at Work”.

1- Invista no conhecimento e em experiências – Quanto mais experiências e conhecimento um profissional tem, mais criativo ele pode se tornar. “A criatividade não pode ser gerada a partir de um quadro em branco, por isso é importante estar sempre aprendendo”, afirma Ruschel.

Segundo ela, também por isso, é importante que profissionais e empresas invistam em capacitação e cultura – e que os profissionais tenham tempo para estudar, concedido pelas empresas.

2- Organize brainstormings e faça networking – O brainstorming é uma das formas que as empresas têm de estimular as novas ideias, a flexibilidade de pensamento e a originalidade, de acordo com Ruschel. “Além disso, o encontro para criar entre vários funcionários possibilita que ideias diferentes sejam fundidas numa só, o que pode ser muito valioso”, diz ela. “Pelo mesmo motivo, o networking é importante.”

3- Não se acomode nem seja inflexível – Assim como existem algumas atitudes que ajudam os profissionais a exercitar a criatividade, existem outras que atrapalham. “Pensar que já se sabe o suficiente, restringir-se a apenas um tipo de conhecimento, ser preconceituoso, escolher sempre a primeira solução e ser inflexível são algumas delas”, diz Ruschel.

Por outro lado, observar os colegas e outros profissionais e se questionar sempre são algumas das dicas da instrutora para uma vida profissional mais criativa. – Fonte e outras informações: (https://www.udemy.com/pt/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap