Como incentivar o aprendizado contínuo ao trabalhar remotamente

Uranio Bonoldi (*)

Oportunidades de aprender e se desenvolver são características de um ótimo lugar para se trabalhar. A falta de investimento no desenvolvimento de carreira é um dos principais motivos da resignação do funcionário na empresa, já a oportunidade de aprender é um dos principais motivos pelos quais as pessoas aceitam uma oferta de trabalho. O aprendizado no trabalho é uma mistura de treinamento técnico e aprendizado através de outras pessoas.

Isso porque normalmente, adquirimos conhecimentos, habilidades e conselhos observando colegas de trabalho resolvendo problemas e interagindo em um ambiente de escritório. Então, como podemos garantir o aprendizado contínuo quando os espaços comuns de escritório são retirados? No futuro, essa é uma questão que as equipes de RH, líderes e os gerentes deverão trabalhar juntos, para garantir que os funcionários tenham a oportunidade de desenvolvimento de carreira enquanto trabalham remotamente. Aqui estão três maneiras de incorporar o aprendizado no local de trabalho:

  1. Crie uma cultura de aprendizagem contínua – O RH pode conduzir essa evolução de aprendizado, mas essa prática exige a adesão de todos os interessados – executivos, gerentes e demais colaboradores. É essencial facilitar o gerenciamento de desempenho. Os gerentes podem elaborar planos de desenvolvimento com funcionários remotos para abordar o aprendizado das habilidades exigidas agora e mapear as habilidades que serão necessárias no curto, médio e longo prazos.
  2. Capacite os funcionários para liderar sua própria aprendizagem – Muitos desejam aprender em seu próprio ritmo, dependendo de suas necessidades de desenvolvimento e interesses. Porém, ainda é importante que os gerentes sugiram maneiras de melhorar e reservem um tempo para verificar o aprendizado de sua equipe e oferecer novos desafios e oportunidades. Principalmente agora, com uma série de distrações em casa, os funcionários remotos precisam do apoio de líderes para criar espaço e tempo para aprenderem.

Para reduzir o atrito, o aprendizado deve ser integrado às atividades diárias e estar disponível em qualquer lugar, em qualquer dispositivo. Para atender a essas expectativas, as organizações estão empregando ferramentas de colaboração, aprendizagem multifuncional baseada em projetos, criando mercados de aprendizagem online e fóruns de mentoria estruturados.

  1. Una o aprendizado ao desenvolvimento de carreira – Como líder, seja proativo ao conectar claramente as oportunidades de aprendizagem com projetos e vagas de mobilidade interna alinhadas com os interesses de carreira dos funcionários. Isso ajuda os funcionários a ver os diferentes caminhos de desenvolvimento de carreira disponíveis para eles e a identificar as habilidades necessárias para chegar lá.

As atividades de desenvolvimento devem estar alinhadas às futuras aspirações de carreira, pois o treinamento sem a capacidade de utilizar as habilidades aprendidas pode desmotivar os indivíduos. Criar uma base onde os funcionários são apoiados e incentivados a se engajar no aprendizado contínuo exige tempo, esforço e recursos.

Porém, quanto mais um funcionário sabe, mais ele se sente conectado à organização e motivado para o sucesso. Investir no aprendizado contínuo ajudará a criar funcionários qualificados e engajados que podem ajudar uma organização a enfrentar quaisquer desafios que o futuro traga. Pense nisso!

(*) – Atua como executivo e também como professor para turmas de MBA na Fundação Dom Cabral, é palestrante e escritor. Também ministra aulas para executivos sobre poder e tomada de decisão (www.uraniobonoldi.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap