Maioria das indústrias fizeram investimentos produtivos em 2021

A pesquisa Investimento na Indústria 2021-2022, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que 79% das grandes indústrias realizaram investimentos em 2021, o maior percentual desde 2014. O valor representa um aumento importante em comparação com 2020, quando 69% dos grandes industriais investiram.

Houve ainda redução na frustração dos planos de investimento: 62% das empresas executaram seu plano conforme o planejado. Em 2020, o percentual foi de 47%. O gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, explica que os três principais tipos de investimentos foram em: aquisição de novas máquinas e equipamentos, seguidos da desembolsos para a manutenção ou atualização de máquinas e equipamentos e, por fim, melhoria da planta, fábrica ou armazém.

Os dados mostram que 74% das empresas consultadas pela CNI usaram recursos próprios como principal fonte de financiamento. Desde 2015 esse indicador está acima dos 70%. O financiamento de bancos oficiais de desenvolvimento representa 7% das fontes de financiamento. Os industriais estão mais cautelosos ao falar sobre investimentos em 2022. 75% das empresas declararam que pretendem investir. A última vez que esse indicador ficou abaixo dos 80% foi em 2017.

Entre os investimentos previstos, a produtividade continua a nortear os planos de investimento da indústria. Já a procura pelo aumento da capacidade produtiva perdeu importância no investimento, enquanto a intenção em investir em manutenção da capacidade produtiva aumentou consideravelmente. O mercado interno segue como o principal foco dos investimentos na indústria: 62% das empresas alegam que o foco dos investimentos é somente ou principalmente o mercado interno (AI/CNI).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap