71 views 5 mins

Economia 21 a 23/05/2016

em Economia
sexta-feira, 20 de maio de 2016

Veículos final de placa 1 com débitos de IPVA

O contribuinte tem 30 dias para efetuar o pagamento ou efetuar sua defesa.

A Secretaria da Fazenda do Estado notificou proprietários de 253.724 veículos com final de placa 1 que apresentam débitos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) dos exercícios de 2011 a 2016

A relação foi publicada no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (20). A Fazenda enviará ao domicílio tributário de cada proprietário um comunicado de lançamento de débitos de IPVA.
O aviso traz a identificação do veículo, os valores do imposto, da multa incidente (20% do valor devido) e dos juros por mora, além de orientações para pagamento ou apresentação de defesa. O lote de notificações reúne 254.527 débitos (cada veículo pode ter débito em mais de um exercício) que totalizam R$ 216.681.910,41. O contribuinte que receber o comunicado de lançamento de débito tem 30 dias para efetuar o pagamento da dívida ou efetuar sua defesa.
O próprio aviso traz as orientações necessárias para a regularização da situação, incluindo a localização do Posto Fiscal mais próximo do endereço do proprietário do veículo. O proprietário que não quitar o débito ou apresentar defesa no prazo terá seu nome inscrito na dívida ativa do Estado de São Paulo. Mais informações (www.fazenda.sp.gov.br).

Conselho da Petrobras analisa indicação de Pedro Parente

Pedro Parente, indicado para presidência da Petrobras.

O Conselho de Administração da Petrobras aprecia, nesta segunda-feira (23), a indicação do engenheiro Pedro Pullen Parente para a presidência da estatal. A pauta estará em debate em uma reunião extraordinária do conselho. A indicação de Parente para a presidência da estatal foi feita pelo presidente da República interino, Michel Temer. Em entrevista ontem, Parente elogiou a gestão do atual presidente da estatal, Aldemir Bendine, nomeado em fevereiro do ano passado após a renúncia de Graça Foster.
Na entrevista, Parente disse que não haverá indicações políticas para a estatal. Segundo ele, a ausência das indicações vai facilitar sua própria vida e a dos demais executivos da empresa. “Se for o caso, e não será, certamente elas [indicações] não serão aceitas. Isso foi um dos pontos que me fez decidir [aceitar o convite]”, afirmou, depois de admitir que o “desafio” não estava em seus planos.
Parente foi ministro do Planejamento, da Casa Civil e ministro interino de Minas e Energia no governo FHC. Também foi presidente da Câmara de Gestão da Crise de Energia de 2001/2002 e coordenou a equipe de transição entre os governos de FHC e do presidente Lula. Engenheiro de formação, Parente foi presidente e CEO da Bunge Brasil entre 2010 e 2014. Também já atuou como consultor do FMI e de secretarias estaduais (ABr).

Eletroeletrônico voltará a investir em 2017

Sondagem realizada pela Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) identificou que 71% das empresas do setor eletroeletrônico suspenderam investimentos em aumento da capacidade produtiva até abril de 2016. Deste total, entretanto, 7% ainda pretendem investir este ano; 43%, a partir de 2017; 33%, a partir de 2018 e 17% não têm intenção em realizar novos investimentos nos próximos anos.
Das 29% das entrevistadas que mantiveram seus planos de investimentos, 73% indicaram que os resultados desse aporte de recursos devem ocorrer ainda este ano. Para 23%, os efeitos devem ser percebidos a partir de 2017; e para 4%, a partir de 2018.
Na Sondagem de abril de 2016 aumentou o percentual de empresas que verificou queda nas vendas/encomendas em relação ao igual mês do ano passado, passando de 54% na pesquisa de março para 57%. Ao mesmo tempo, as indicações de crescimento caíram de 29% para 23%. Veja a Sondagem completa: (http://www.abinee.org.br/abinee/decon/decon16.htm).