Nissan vai contratar 600 e criar segundo turno

Na contramão do que vêm fazendo outras montadoras, a Nissan pretende contratar 600 funcionários e criar um segundo turno para a sua única fábrica no País, localizada em Resende, sul do Rio de Janeiro.

O presidente da Nissan do Brasil, François Dossa, disse que a empresa fará ainda neste ano investimento de R$ 200 milhões no projeto de implantação da produção do Nissan Kicks – outros R$ 500 milhões já foram investidos em 2016.
O executivo afirmou que, apesar da crise, os investimentos estão sendo mantidos pela montadora que tem ‘uma visão de longo prazo’. “O Brasil já foi o quarto mercado mundial, hoje é o décimo, mas acreditamos numa recuperação. Em 2021, deve voltar para a sexta ou quinta posição”, afirmou em evento de apresentação de apoio a atletas brasileiros no Rio, chamado Time Nissan 2.0.
Ele citou a queda da inflação e dos juros, “muito importante” para um mercado onde a maior parte das vendas é por financiamento. Para ele, a taxa Selic deve ficar em torno de “9% e algo” no final do ano – atualmente está em 12,25% ao ano. O otimismo, no entanto, é para 2018. “Neste ano, o PIB deve parar de cair, crescer em torno de 1%, mas em 2018 estimamos que o crescimento seja mais relevante, em torno de 3%”, disse (AE).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap