Golpes de emprego por SMS: como se proteger?

Igor Castro (*)

O número de usuários alvos de golpes de emprego por SMS está cada dia mais assustador. A cada minuto, pelo menos duas vagas falsas são enviadas a extensas listas de contatos, segundo um levantamento da PSafe – atraindo cada vez mais vítimas por meio de promessas tentadoras.

Em meio a casos crescentes, identificar um SMS golpista de um verdadeiro se torna uma missão importante para evitar danos financeiros severos. Enviados tanto por meio deste sistema de mensageria curta, quanto por outros canais, como o WhatsApp, estes golpes trazem em sua essência mensagens extremamente atrativas para seus alvos e, com propostas irrecusáveis.

Em sua maioria, divulgam vagas com altos salários, disponíveis por meio período de trabalho ou, ainda, em modelos home-office – propostas que, diante de um cenário econômico complexo, acabam sendo facilmente acreditadas como verídicas por muitos.

Em meio a um recorde de cerca de 15 milhões de desempregados durante a crise da pandemia, segundo dados do IBGE, muitos golpistas encontraram a oportunidade de convencer e extorquir cada vez mais pessoas por estes canais de comunicação – facilitados, ainda, pela possibilidade de enviar mensagens para amplas listas fraudulentas de contatos em redes piratas e descredenciadas.

  • Tipos de golpes de emprego por SMS – Em um link incorporado à mensagem de texto, os criminosos convidam o usuário a conhecer melhor sobre a oportunidade em uma outra plataforma – na qual as vítimas precisam informar seus dados pessoais e, ainda, depositar uma determinada taxa para participar. O dinheiro, contudo, nunca é retornado.

Outra tentativa destes golpes de emprego por SMS ocorre por meio dos famosos esquemas de gamificação. Neles, cada “novo funcionário” recebe, diariamente, tarefas a serem cumpridas com recompensas financeiras. A cada progressão, maiores ganhos são prometidos – até que, após um período, a plataforma se encerra inusitadamente, fazendo com que o participante perca todo o valor investido.

Seja qual for o método utilizado, todas as vítimas podem sofrer não apenas consequências econômicas drásticas, como também psicológicas, por terem sido alvo destes golpes. Afinal, muitos acabam entrando nesse sistema por necessidades financeiras e, acabam perdendo quantias significativas de sua renda.

Mesmo se tratando de crimes cada vez mais presentes, dificilmente qualquer valor perdido será ressarcido por uma instituição bancária – o que acende a importância de identificar um SMS golpista de um verdadeiro. Felizmente, existem algumas táticas que permitem distinguir os dois.

  • Como identificar um golpe de emprego por SMS? – Sempre desconfie de qualquer proposta muito generosa – afinal, é como diz o famoso ditado popular: não existe almoço grátis. Ao receber qualquer tipo de mensagem divulgando uma vaga com uma remuneração elevada, preste atenção ao conteúdo escrito e em todas as informações compartilhadas.

Na sua grande maioria, os golpes de emprego por SMS trazem textos com erros gramaticais visíveis, enquanto nenhuma mensagem enviada por companhias oficiais conterá esses equívocos. Caso direcionados para o WhatsApp, verifique sempre se a foto do perfil contém a logo da empresa e a descrição de conta comercial.

Nas contas fraudulentas, por outro lado, muito provavelmente colocarão imagens de pessoas em seu lugar. Ainda, o número registrado deve corresponder aos oficiais ligados às organizações e, não aqueles costumeiros com os prefixos vistos nos contatos de pessoas físicas.

Todo prisma de qualidade deve ser minuciosamente analisado, para que seja possível diferenciar as tentativas de golpes daquelas verdadeiras. Existem muitas rotas piratas no mercado que buscam elevar as chances de êxito de tais golpistas.
Por isso, além de se atentar aos pontos mencionados, a melhor forma de combater este crime é sempre contando com o apoio de brokers oficiais.

Apenas empresas especializadas no ramo conterão todas as medidas antifraude asseguradas legalmente com as operadoras nacionais, garantindo o envio e recebimento de mensagens de forma segura e, assim, disseminando cada vez mais os golpes de emprego por SMS.

(*) – É Diretor de Produtos e Tecnologia na Pontaltech, especializada em soluções integradas de voz, SMS, e-mail, chatbots e RCS (www.pontaltech.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap