Conselho do PT defende queda na taxa de juros

O Conselho Consultivo da presidência do Partido dos Trabalhadores fez ontem (21), sua primeira reunião, com a presença do ex-presidente Lula, governadores, ex-ministros, intelectuais e correligionários da sigla.

Após o encontro, que foi a portas fechadas, sem acesso da imprensa, o presidente do partido, Rui Falcão, disse que foi discutida a necessidade de mudanças na atual política econômica do governo da correligionária Dilma Rousseff. “Especialmente, iniciando com a queda na taxa de juros.” A proposta será encaminhada ao governo.
Para setores do PT, as elevadas taxas de juros inibem o consumo e travam ainda mais a economia, o que agrava o cenário de crise e recessão. Na rápida entrevista após a reunião, que durou cerca de quatro horas, Falcão defendeu também a promoção de mudanças tributárias “maiores do que as que estão propostas”, como as que recaem sobre lucros e dividendos, sobre ganhos dos rentistas e de grandes heranças e grandes fortunas.
Sobre a recriação da CPMF, o dirigente petista defendeu a medida.
Participantes da reunião disseram que o diagnóstico feito da atual situação do País é preocupante. A avaliação é que as discussões em torno de um eventual processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff se dão mais no âmbito político, porque no jurídico não há, até o momento, amparo legal para a medida. Rui Falcão evitou falar da condenação do ex-tesoureiro da sigla João Vaccari Neto. Ele disse que partido iria soltar uma nota a respeito e que ele só iria se pronunciar quando a sentença estivesse transitada e julgada (AE).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap