64 views 5 mins

Cinco dicas para quem sonha em trabalhar no mercado financeiro

em Destaques
quarta-feira, 29 de novembro de 2023

Os altos salários e a rápida possibilidade de crescimento do mercado de finanças tem chamado a atenção dos estudantes e recém-formados ou das pessoas que desejam fazer uma transição de carreira. Quem já trabalha no setor chega a ganhar até R$ 39 mil, de acordo com o Guia Salarial 2023 da Robert Half. E quem entra dificilmente quer sair: oito em cada dez profissionais da área de bancos e serviços financeiros não pensam em trocar de emprego, segundo dados da consultoria PageGroup.

No talk de abertura da Conferência Mercado Financeiro, realizada recentemente em São Paulo, Florian Bartunek – sócio e Chief Investment Officer da Constellation Asset Management e presidente do Conselho da Fundação Estudar, com mais 30 anos de experiência no mercado de capitais – compartilhou cinco ensinamentos valiosos para quem está começando agora ou se quer se preparar para trabalhar no mercado financeiro.

Florian Bartunek na Conferência Mercado Financeiro, realizada pela Fundação Estudar.
Imagem por Alexandre Moreira.

1- Ler e se aprimorar além do mercado financeiro
“No começo da minha carreira, certa vez, vi meu chefe, bem no horário de pregão, lendo o livro “A Origem das Espécies”, de Darwin, e achei curioso não ser algo diretamente relacionado ao nosso trabalho. Agora, décadas depois, entendo esse meu antigo chefe e também faço isso. Leio bastante, inclusive textos além de temas ligados ao mercado financeiro, porque isso abre minha mente e me traz ótimos insights que aplico na minha vida profissional”, explica Bartunek.

2 – Não deixe de tirar dúvidas
“Num dos meus primeiros trabalhos, meu chefe à época me pediu para desenvolver uma determinada tarefa que eu nem fazia ideia de como começar. Na hora em que ele me perguntou se eu entendia daquilo, cheio de vergonha e achando que tinha a obrigação de saber tudo, afirmei que dava conta, mas depois passei um sufoco. Hoje, com mais maturidade, vejo que bastava tirar todas as minhas dúvidas que a realização seria muito menos tortuosa. Por isso, aconselho, especialmente a quem chega agora, que não tenha medo de perguntar”, ensina o sócio e CIO da Constelation.

3 – É importante se preparar
“Muito mais importante do que ser talentoso é estar sempre preparado. Quem confia demais em seu talento e acredita que genialidade vai resolver tudo, descobre que isso nem sempre dá certo; acaba perdendo para quem decide buscar informações, se aprimorar e estar pronto para aquela reunião, apresentação importante ou uma conversa com o cliente”, adverte Florian.

4 – Gentileza sempre
“Engana-se quem acredita piamente que as lideranças selecionam quem querem em suas equipes apenas pela competência. É preciso também ser gentil, agradável e prestativo. No cotidiano, as pessoas querem trabalhar com quem é “gente boa”, então, esse aspecto relacional muitas vezes é até mais importante do que o conhecimento técnico na hora de conseguir uma vaga. Por isso, é recomendável usar linguagem cordial nos e-mails e outras comunicações; dizer “por favor”, “obrigada”, buscar se conectar com os colegas. E, sempre que possível, é ótimo se oferecer para realizar tarefas que ajudem as pessoas, por mais simples que sejam”, aconselha Bartunek.

5 – Chegue cedo
“Sempre tive muito medo de me atrasar, por isso, sempre cheguei mais cedo nas reuniões. Isso me trouxe muitas oportunidades, porque eu podia trocar ideias e conhecer pessoas importantes naqueles minutinhos antes de começar. Quem chega tarde, além de ser impontual e interromper os colegas, perde essa chance valiosa para fazer relacionamento”, defende o Presidente do Conselho da Fundação Estudar.