A primeira Lua Cheia do Ano chega rompendo nossas barragens internas, acabando com falsas zonas de conforto e derrubando de vez estruturas apodrecidas.

A Lua  Cheia em Câncer, conjunta ao Planeta Terra, em oposição ao Sol conjunto a Plutão em Capricórnio, pode revirar tudo ao contrário, desde as entranhas do emocional até as nossas bases mais sólidas.

Estamos prontos para deixar que morra, o que precisa morrer em nós? Conscientes desta necessidade para que possamos renascer mais leves e evoluídos?

Nem tudo é trabalho do Plano Divino. É nossa responsabilidade nos comprometermos com esta mudança.

Precisamos fazer escolhas conscientes e realmente, de forma simbólica, mas muito profunda, gerar a morte em nós de nossos maiores bloqueios. Justamente aqueles que representam nossa ilusória zona de conforto.

É preciso administrar o emocional com foco na lucidez evolutiva.

A primeira Lua Cheia do ano, que acontece neste dia 17/01/22 às 20:48h/Br e 23:48h/UTC poderá de verdade gerar abalos emocionais, físicos, naturais, sísmicos e até bases de estruturas de todas as formas. Isto porque, todos os anos em algum momento o Sol passa por Plutão, mas nem todos os anos este aspecto coincide com a Primeira Lua Cheia do Ano e, muito raramente, coincide com o início da movimentação direta de Urano.

Podemos esperar muito, de tudo e em todos os aspectos. Por isto, é importante nos livrarmos de velhas bagagens e de funcionamentos enferrujados.

Devemos aproveitar a intensidade oferecida pelo Cosmos e renascermos de dentro para fora.

Não tenha pressa. Mas, tenha atitude. Arremesse para bem longe todo registro de lixo emocional, físico, psíquico e anímico.

Tenha firmeza, garra e comprometimento com você. Porque é preciso, é merecido e é urgente!

Eu Sou Claudia Lazzarotto – Astróloga Kármica

•ATENÇÃO• Para compartilhar texto por favor, fazê-lo na íntegra e marcar •@claudialazzarottoastrologa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap