Como manter a eficácia profissional em 2017

Eduardo Shinyashiki (*)

Alto grau de eficiência, equilíbrio e eficácia. Esse é o resultado que todos nós buscamos constantemente para a vida pessoal e profissional e esperamos encontrar também nas empresas em que trabalhamos.

No entanto, organizar, gerenciar, liderar e outras tantas atribuições do mundo corporativo geram tensão e estresse, fato que acaba nos desestabilizando em certos momentos. Mas será que, diante desse cenário, é possível manter a produtividade e os resultados sem que se perca a serenidade e o controle da situação? Como podemos agir de forma mais eficaz e enfrentar melhor os desafios do cotidiano profissional?

Antes de tudo, é necessário entender que disciplina mental, comportamental e outras atitudes que colaboram para a eficácia profissional são fundamentais para a sobrevivência em meio aos incontáveis compromissos, à correria do dia a dia e às exigências de produtividade e prazos. Não acumular trabalho, por exemplo, é um ponto muito importante. Adiar as tarefas a serem feitas não é algo inato no ser humano, mas sim um hábito que pode ser mudado e treinado.

Por isso, foque na ação – e não nas emoções que podem estar envolvida na tarefa, como o medo de não conseguir fazer, o tédio e a preguiça. Quando não temos tempo suficiente para finalizar um trabalho, precisamos nos questionar e compreender que o problema não é o tempo, mas sim algo que estamos fazendo de forma improdutiva ou deixando de fazer. Distrações variadas ou até mesmo pessoas que estão ao redor podem gerar interrupções que roubam o nosso tempo, por isso é preciso cuidado nesse aspecto.

Se permitirmos que conversas, comentários, telefonemas e mensagens nos distraiam demais e tirem a atenção durante o trabalho, precisamos treinar a nossa capacidade de concentração direcionada. Uma mesa de trabalho coberta de papeis e materiais também bloqueia a produtividade e aumenta a confusão, não só externa e concreta, mas também mental, de pensamentos, decisões e ideias.

O sucesso exige uma mente ordenada, que saiba naturalmente concentrar o foco na tarefa que está fazendo sem ser afetada por intervenção externa, além de manter seus pensamentos organizados e focados por um período suficientemente longo. Isso permite fortalecer a autoconfiança, calma, clareza mental e força interior.

Não precisamos mais enfrentar continuamente emergências nem ficar esgotados trabalhando de forma confusa e improdutiva, mas devemos desfrutar mais a vida, encontrar energia, calma interior e vontade de realizar, cuidando do que realmente é importante para cada um de nós. Assim, é possível conquistar resultados significativos e obter uma excelente performance nas questões profissionais e pessoais!

(*) – Mestre em neuropsicologia e especialista em desenvolvimento das competências de liderança organizacional, educacional e pessoal, é referência em ampliar o poder pessoal e a autoliderança das pessoas, por meio de palestras, coaching, treinamentos e livros (www.edushin.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap