Diferenças entre o trabalho mecanico e o artístico

Roberto Barretto de Carvalho  (*)

Atualmente vivemos um período de transformação e certamente para nas próximas décadas, o trabalho Mecânico vai valer cada vez menos e o trabalho Artístico cada vez mais.

Isto porque o trabalho mecânico refere-se a atividade em que o indivíduo faz sempre a mesma coisa de forma sistemática. Por mais que ele faça muito bem feito, a função dele em algum momento será automatizada. Já o trabalho Artístico, é o trabalho em que o indivíduo faz coisas diferentes, que são eficazes e poucas pessoas fazem daquela forma.

Esse trabalho já está valendo e vai valer cada vez mais. É importantíssimo compreender que você não vale pela sua importância, você vale pela sua raridade. Quem é mais importante? Um médico ou o jogador de futebol Lionel Messi? Claro que é o médico, mas médicos têm muitos e Lionel Messi tem apenas um. Por isso, Messi ganha em um mês o que muitos médicos não ganham em vários anos, porque elei é raro. Mas o médico também pode se tornar raro, se ele fizer algo diferente, exemplo, Ivo Pitanguy.

O médico que na execução da sua atividade tiver toques pessoais, diferenciais no seu atendimento e nas suas consultas, estiver constantemente atualizado, passará do grupo do Mecânico para o Artístico e terá sua renda e prestígio alavancados. São os médicos renomados.

Mais um exemplo, se um técnico de informática que trabalha em uma determinada empresa, realiza a manutenção dos computadores de forma mecânica, no dia em que ele pedir para sair ou for demitido, ele será facilmente substituído em poucos minutos, visto que embora com excelência, ele desempenha um trabalho Mecânico. Todavia, se ele for um técnico de informática , que além de fazer o serviço de manutenção, acesso remoto e corrige os problemas nos computadores , o trabalho dele começa a se tornar Artístico e a sua substituição muito mais difícil.

Ninguém, sem exceção, é insubstituível no mundo corporativo. Por isso, mantenha-se atualizado, seja criativo, inovador, reduza pelo menos um pouco o percentual do seu trabalho Mecânico e aumente o máximo possível o percentual do Artístico, dessa forma você se tornará uma pessoa que “dará trabalho para substituir” e consequentemente melhor remunerada, com mais prestígio e provavelmente mais feliz.

A Inovação é algo completamente Artístico. Muitas pessoas desinformadas estão banalizando essa palavra, dizendo frases como: “Na minha empresa inovamos todos os dias!” – Muitos confundem Inovação com Criatividade. Por exemplo, se você cria um pequeno robô que, na hora do futebol, enquanto você está sentado no sofá, ele vai até a geladeira pega uma bebida e traz até você, isso é Criativo, mas não é necessariamente uma Inovação. Mas, se você criar vários robôs e colocá-los a venda e conseguir vendê-los, ai sim, é uma Inovação. Ou seja, Inovação é a Criatividade que dá lucro!

Muitas pessoas são Criativas, mas pouquíssimas são Inovadoras. Para ser Inovador é precioso pesquisar muito, estar atualizado e gostar de desafios e de resolver os problemas com algo que ainda não foi pensado, ou seja, talento para “enxergar fora da caixa”. Quem é inovador,dificilmente vive “resmungando” quanto as dificuldades, como boa parte das pessoas. A postura é de encarar as dificuldades como desafios que serão superados com inovação.

Passe essas reflexões para seus familiares e colegas de trabalho e vamos tornar o mundo menos Mecânico e mais Artístico.

(*) – É diretor-fundador do Brasillis Idiomas, há mais de 25 anos. Administrador de Empresas, especialista em Seleção de Pessoas. Autor dos livros: Salve-se quem Souber e Enxergando o Óbvio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap