455 views 6 mins

Via Digital Motors

em Via Digital Motors
quarta-feira, 21 de dezembro de 2022

Lucia Camargo Nunes (*)

A reviravolta da Ford no Brasil

Nova Ranger. Foto: Ford.

Fábricas fechadas, enxugamento de concessionárias, portfólio limitado e apenas veículos importados. Há quase dois anos, o destino da Ford não parecia muito promissor, após a montadora encerrar sua produção de carros e caminhões no Brasil.

Na última semana, a Ford anunciou que além de ter voltado a lucrar no país, vai lançar 10 novos veículos em 2023.

Sete das novidades são conhecidas: além da nova geração da Ranger e a Maverick Hybrid, aguardadas para o início do ano, a Ford vai lançar o SUV elétrico Mustang Mach-e, a picape grande F-150, e três variações do comercial Transit: elétrica, Chassi e com transmissão automática.

Sobre os demais três, há possibilidade de vir uma nova geração do Territory, agora com 7 lugares, o novo Mustang, uma opção diferente do Bronco ou ainda o SUV Escape, do mesmo porte do Corolla Cross e Jeep Compass.

Para continuar crescendo, Daniel Justo, presidente da Ford América do Sul, disse que a marca investe nas estruturas de vendas e pós-vendas. Seus 110 concessionários passam por modernização e o Centro de Desenvolvimento e Tecnologia da Ford, com unidades em São Paulo e Bahia, busca gerar mais receitas e se tornar um polo exportador de inteligência automotiva.

Ford F150. Foto: Ford.

Fiat anuncia o novo Ducato 2023

Ducato hoje e amanha. Fotos: Stellantis.

A Fiat confirmou que lançará no primeiro semestre do ano que vem, o Ducato com mudanças no design e em novas versões.

De acordo com Herlander Zola, vice-presidente sênior da Fiat na América do Sul, o mercado de comerciais leves sempre foi muito importante. “Tanto é que estamos investindo cada vez mais neste segmento. Implementamos o Fiat Professional, programa de produtos, serviços e soluções que tem como propósito a excelência no atendimento aos clientes profissionais. Em 2023, vamos seguir com foco neste segmento e o Novo Ducato chega para incrementar a categoria”, disse o VP.

Pela foto divulgada, o novo Ducato, em carroceria furgão, apresenta conjunto ótico mais afilado e novo logotipo.

A marca ainda promete “excelente performance, espaço inteligente, alta produtividade e ótima relação custo/benefício”, o que sugere possíveis mudanças no motor atual, o 2.3 turbodiesel de 130 cv.

Nissan expande lojas que atendem assinatura

No projeto de expansão de carros por assinatura, a Nissan ampliou para 130 o número de concessionárias que atendem ao Nissan Move. Agora, o programa está presente em 83 cidades, 20 estados e DF. Quando foi lançado, em julho, haviam apenas 9 lojas, que foram 40 em setembro.

Em parceria com a RCI Serviços, o plano de assinaturas Nissan Move oferece modelos zero-km da marca sem se preocupar com pagamento de impostos, revisões, seguro e depreciação.

A assinatura inclui ainda a assistência 24 horas do Nissan Way Assistance e o suporte de uma rede de concessionárias com 190 pontos.

Os planos disponíveis permitem a personalização de 12 a 36 meses de contrato e também levam em consideração variações de quilometragem de rodada por mês.

Dança das cadeiras

Airton Cousseau. Foto: Hyundai.

Janeiro de 2023 começa com novos executivos em Hyundai e Nissan. Há algumas semanas, a montadora de origem japonesa havia anunciado a saída de Airton Cousseau da sua presidência.

Semana passada, Cousseau foi anunciado como presidente e CEO da Hyundai Motor Brasil e da Hyundai Motor para a Região das Américas Central e do Sul. Esta é a segunda vez do executivo na companhia sul-coreana, após participar do início das operações de vendas e do lançamento do HB20 no Brasil em 2012.

Enquanto isso, Ken Ramirez, que ocupava o cargo de CEO no Brasil, foi promovido a vice-presidente executivo e head da divisão de negócios globais de veículos comerciais, reportando-se a Jay Chang, CEO Global da Hyundai Motor Company.

A Nissan, por sua vez, nomeou Gonzalo Ibarzábal a presidente e diretor geral da Nissan do Brasil. O executivo, que era até então presidente da Nissan Argentina, está na montadora há 8 anos e vai dar seguimento ao plano de evolução da marca no mercado local com foco em cliente, produtos e serviços, e a missão de tornar a Nissan uma empresa cada vez mais sustentável e inovadora.

(*) É economista e jornalista especializada no setor automotivo, editora do portal www.viadigital.com.br. E-mail: [email protected]