Via Digital Motors

Segmento de carros usados supera 2019 e quer um 2022 ainda melhor

O ano de 2021 foi de altos e baixos para a indústria automotiva. Enquanto as montadoras enfrentaram diversos desafios, como aumento de custos e escassez de matéria-prima, entre outros problemas, que resultaram na paralisação de fábricas e filas de espera por carros zero-km, o setor de carros usados e seminovos manteve-se aquecido.
Ainda assim, muitos lojistas perderam vendas por causa da baixa oferta de veículos, principalmente os seminovos, consequência direta da falta de modelos novos. Sem esse giro de mercado, faltam veículos de pouco uso disponíveis.
A Fenauto, Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores, que representa cerca de 48.000 revendedores no país, registrou um crescimento de quase 18% nas vendas em relação a 2020, com um total de 15.106.724 unidades comercializadas. Quando comparado a 2019, a alta foi mais enxuta, de 3,5%.
De acordo com a entidade, os números de 2021 mostram um resultado bom para o período, observando-se um movimento de “normalização”, mas mantendo a atenção voltada ainda à regularização da produção de veículos novos, que tende a ocorrer no segundo semestre deste ano.

  • Save
Loja de carros usados. Imagem: ABr

Consumidor de usado quer carro econômico

Entre os usados, um levantamento da plataforma OLX indica que os consumidores buscaram em 2021 por modelos mais econômicos. Prova disso é que automóveis com motor 1.0 e câmbio manual estão entre os mais procurados e vendidos por meio da OLX, entre janeiro e outubro. As exceções foram o Corolla 2.0 e o Civic 1.8, ambos com câmbio automático.
“A alta dos preços dos combustíveis vem impactando o orçamento das famílias e um automóvel usado, comprovadamente econômico, principalmente neste momento, quando as pessoas buscam no carro uma opção segura ao transporte público”, explica Flávio Passos, vice-presidente de Autos e Comercial da OLX.

Top 10 modelos mais vendidos*
1º Chevrolet Classic Manual 1.0 – Sedã
2º Toyota Corolla Automático 2.0 Xei – Sedã
3º VW Gol Manual 1.0 Totalflex – Hatch
4º Chevrolet Onix Manual 1.0 – Hatch
5º Hyundai HB20 Manual 1.0 – Hatch
6º Volkswagen Gol Manual 1.0 Trend – Hatch
7º Ford Fiesta Manual 1.0 – Hatch
8º Ford Ka Manual 1.0 – Hatch
9º Ford Ka Manual 1.0 8V – Hatch
10º Fiat Palio Manual 1.0 -Hatch

Top 10 modelos mais buscados*

1º VW Gol Manual 1.0 Totalflex – Hatch

2º Chevrolet Classic Manual 1.0 – Sedã

3º Volkswagen Gol Manual 1.0 Trend – Hatch

4º Toyota Corolla Automático 2.0 – Sedã

5º Fiat Palio Manual 1.0 – Hatch

6º Chevrolet Onix Manual 1.0 – Hatch

7º Chevrolet Celta Manual 1.0 – Hatch

8º Hyundai HB20 Manual 1.0 – Hatch

9º Honda Civic Automático 1.8 – Sedã

10º Chevrolet Celta Manual 1.0 Spirit – Hatch

*De janeiro a outubro de 2021/ Fonte: OLX

Despedidas da Fiat: fim de Grand Siena e Doblò

A virada do ano, como já era de se esperar, terminou junto com a aposentadoria de uma leva de veículos da Fiat. Depois do Uno, a montadora confirmou que deixam a linha de produção para sempre o sedã Grand Siena, a multivan Doblò e o motor 1.8 que equipava Argo e Cronos e, anteriormente, a picape Toro.
Sedã e multivan se despedem por não atenderem à nova fase da lei de emissões L7, do Proconve, que exigiria uma série de mudanças nos veículos que não compensariam seu custo. “O encerramento da produção foi uma decisão estratégica para acompanhar os movimentos da indústria”, informou a Fiat por meio de nota.
Enquanto isso, a Fiat oferece o Mobi como opção de entrada, que agora começa em R$ 59.190 na opção Like. O compacto mantém o motor 1.0, que poderá ter sua potência alterada para atender às novas normas de emissões.

  • Save
Fiat Doblo. Imagem: Stellantis

Antigos no mercado

O Doblò foi lançado em 2001 e se destacou por oferecer opção de 7 lugares e versão comercial. Em 20 anos teve cerca de 160 mil unidades emplacadas. A opção de veículo compacto para carga agora fica por conta da nova Fiorino, recém-lançada com novo motor 1.4 por R$ 99.990.
Já o Grand Siena estava no mercado desde 2012, e representava a segunda geração do Siena ou sedã do novo Palio. Enquanto ele veio como uma proposta superior ao antecessor, convivia com a antiga carroceria e juntos venderam mais de meio milhão de unidades. Opção agora fica com o Cronos, com motor 1.3 que parte de R$ 87.785.

  • Save
Fiat Grand Siena. Imagem: Stellantis

*Lucia Camargo Nunes é economista e jornalista especializada no setor automotivo. E-mail: [email protected]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap