O velho COBOL vai bem, obrigado

Novas pesquisas sobre o uso global da linguagem de programação COBOL concluíram que existem mais de 800 bilhões de linhas de código escritas nessa linguagem sendo usadas por organizações de todo o mundo. Esse número é cerca de três vezes maior do que o estimado anteriormente.

Vivaldo José Breternitz (*)

A pesquisa ouviu 1.104 profissionais de 49 países, tendo concluído que 90% das organizações continuam a ver o COBOL como uma prioridade estratégica. Também descobriu que 83% dessas organizações acreditam que seus aplicativos baseados em COBOL estarão no ar nos próximos 10 anos ou mais.

O COBOL – Common Business Oriented Language – existe desde 1959 e ajudou a construir a indústria de Tecnologia da Informação como a conhecemos hoje. Ele foi a principal linguagem de programação nas décadas seguintes e grandes organizações ainda dependem dele para processar seus principais sistemas.

A pesquisas foram encomendadas pela Micro Focus, uma multinacional inglesa da área de TI, e foram conduzidas pela empresa de pesquisa Vanson Bourne, também inglesa, tendo sido ouvidos principalmente executivos de TI e desenvolvedores; cerca de metade dos quais disseram esperar que o uso de COBOL em suas organizações aumente durante os próximos 12 meses.

Da mesma forma, em vez de substituir sistemas legados antigos, 64% dos entrevistados disseram que pretendem modernizar seus aplicativos COBOL. A nuvem foi considerada pelos entrevistados como a principal tecnologia que impulsiona a modernização de aplicativos. Quando perguntados sobre os planos de sua empresa para COBOL e nuvem em 2021, 43% dos entrevistados disseram que seus aplicativos COBOL suportam nuvem ou suportarão nuvem até o final de 2022. Além disso, 41% disseram que novos projetos de negócios exigirão integração com sistemas COBOL ora em uso.

Comentando os resultados da pesquisa, a Micro Focus disse que as descobertas reforçaram a importância do investimento contínuo em COBOL, particularmente nas iniciativas de transformação digital.

É inegável que COBOL é, e será nos próximos anos, uma ferramenta extremamente importante, mas também deve-se lembrar que a Micro Focus produz o Visual COBOL, produto que permite o uso da linguagem em muitas plataformas, tais como novas distribuições Linux, .NET core, Docker Containers, Azure e AWS.

(*) É Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor, consultor e diretor do Fórum Brasileiro de IoT.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap