Migração para carreira de tecnologia, setor que mais cresce no mundo, tem incentivo

Até 2025, quase 800 mil novas vagas de trabalho para profissionais de tecnologia devem ser criadas no país, segundo projeção atualizada da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação – Brasscom. Contudo, a mesma projeção indica que 67% destas vagas – mais de meio milhão – podem não ser preenchidas por falta de profissionais qualificados. Esse déficit preocupa o mercado e aumenta a importância de iniciativas que diminuam o apagão de mão de obra. 
É o caso do Grupo FCamara, consultoria de soluções tecnológicas e transformação digital, que há cinco anos mantém um Programa de Formação para capacitar pessoas que desejam ingressar na área e teve 11 mil inscritos somente em 2021, e, só agora no começo do ano foram 6.500 inscritos. Alguns dos formados acabam sendo efetivados no próprio Grupo e outros são absorvidos por empresas parceiras e clientes. O programa é 100% gratuito em todas as suas etapas, e, além disso, a FCamara vêm auxiliando algumas empresas a implantarem seus próprios programas de formação.
Na última edição, que encerrou as inscrições no mês passdo, mas segue em processo, o Programa de Formação teve crescimento na procura por mulheres participantes, que foram 35% dos inscritos, fator de extrema importância, já que a colocação de mulheres no mercado de tecnologia ainda é um tabu no mercado. E, outro dado que chama atenção e “assusta”, é que 3.700 dos 6.500 estão desempregados, em busca de novas oportunidades, recolocação no mercado ou migração de carreira (www.fcamara.com.br/).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap