Home office faz lucro do Google crescer

Vivaldo José Breternitz (*)

A Alphabet, holding que controla o Google e outras empresas menores, acaba de enviar à Securities and Exchange Commission, a CVM estadunidense, relatório acerca de seu desempenho financeiro. De acordo com o material, a adoção do home office durante a pandemia, permitiu à empresa economizar cerca de US$ 1,8 bilhão em 2020. Os números mostram que o uso de trabalho remoto resultou em menos viagens, com economias da ordem de US$ 371 milhões em 2020.

Já o cancelamento de feiras de negócios e outros eventos gerou economias da ordem de US$ 1,4 bilhão no mesmo período. Do ponto de vista da receita, como as pessoas que precisaram ficar em casa usaram os serviços do Google com mais frequência, houve um aumento de 34%, resultando em lucro líquido de US$ 41,22 bilhões em 2020, um crescimento de 20,43% sobre o ano anterior.

Apesar desses resultados, o Google planeja trazer seus funcionários de volta ao escritório até o final do ano, adotando medidas como distribuição de pessoal menos densa. Curiosamente, em recente encontro com investidores, a Alphabet disse que pretende expandir seus ativos imobiliários em todo o mundo, por meio da compra ou construção de novos imóveis, que abrigarão novos escritórios e data centers.

(*) – Doutor em Ciências pela USP, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap