Empregados da Amazon vão voltar aos escritórios

Como muitas outras grandes empresas, a Amazon está anunciando sua estratégia para o trabalho de seus funcionários não operacionais no pós pandemia: serão três dias nos escritórios e dois à distância

Vivaldo José Breternitz (*)

Quem quiser um período de trabalho à distância mais longo, terá de apresentar um pedido que poderá ou não ser aceito.

Andy Jassy, ​​atual número um da AWS (Amazon Web Services), que substituirá Jeff Bezos como CEO do grupo em julho, reiterou recentemente acreditar que alguns temas não podem ser tratados de forma satisfatória em reuniões online, especialmente quanto à discussão de inovações de qualquer espécie.

No momento, a Amazon tem aproximadamente 1,3 milhão de funcionários espalhados ao redor do mundo. Destes, 500 mil foram contratados em 2020, para fazer frente ao forte aumento da demanda por e-commerce.

Já em março, a Amazon havia dito que pretendia manter uma cultura de trabalho centrada no escritório. Outras empresas de tecnologia têm adotado planos não muito diferentes: a Apple disse que seus funcionários voltarão ao escritório três dias por semana a partir do início de setembro. Já o Google, espera que 20% de seus funcionários trabalhem em casa, mesmo após a reabertura dos escritórios até o final do ano.

Ao que parece, aqueles que acreditavam que o trabalho nos escritórios praticamente deixaria de acontecer, estavam enganados.

(*) É Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap