93 views 2 mins

Cresce muito a poluição gerada pela computação

em Tecnologia
segunda-feira, 05 de fevereiro de 2024

As emissões de CO2 decorrentes das atividades ligadas à computação deverão crescer 775% até o ano de 2040.

Vivaldo José Breternitz (*)

É o que afirma um estudo publicado na revista Nature por pesquisadores da universidade chinesa de Wuhan. Esses profissionais alertam ser urgente ação imediata para tornar este setor mais sustentável.

Segundo o estudo, uma das principais causas desse aumento são as aplicações de inteligência artificial, que requerem uma grande quantidade de energia para serem processadas.

Outro fator importante é o ciclo de vida cada vez mais curto do hardware, que requer cada vez mais recursos naturais para sua fabricação, além do volume cada vez maior de material descartado.

Esse descarte acarreta riscos ambientais em função das substâncias perigosas presentes nos equipamentos, como mercúrio, chumbo e cádmio, que podem contaminar o ar, o solo e a água.

Deve-se registrar que a produção global de lixo eletrônico foi de 53,6 milhões de toneladas em 2019, devendo atingir 74,7 milhões de toneladas em 2030.

Considerando todos esses fatores, se o setor digital fosse uma nação, ocuparia o quinto lugar entre os maiores emissores de CO2 do mundo, contribuindo com 3,8% do total de emissões; esse número é quatro vezes superior aos da França, um país desenvolvido e de grande porte.

(*) Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da FATEC SP, consultor e diretor do Fórum Brasileiro de Internet das Coisas – [email protected].