Arquimedes, um sábio voltado à tecnologia

Vivaldo José Breternitz

Os romanos pretendiam conquistar a cidade de Siracusa, situada na costa leste da Sicília, de forma a que pudessem ter o domínio completo daquela ilha. Em 214 a. C. cercaram a cidade, cuja defesa era comandada por Arquimedes, inventor, matemático, filósofo — um polímata, enfim. Polímata, que em grego significa “aquele que aprendeu muito” – é uma pessoa cujo conhecimento não está restrito a uma única área.

Os romanos eram muito superiores em recursos, mas Arquimedes desenvolveu tecnologia que permitiu à cidade resistir por dois anos. Dentre outras coisas, criou um guindaste que era usado para prender e erguer os navios inimigos que se aproximavam da costa e a seguir soltá-los, destruindo-os na queda. Diz-se que criou também um sistema de espelhos, usado para concentrar os raios solares sobre as velas dos navios romanos, incendiando-os, embora não haja prova de que tal arma tenha existido.

Mas a superioridade em material e homens dos romanos, que eram comandados pelo general Marco Cláudio Marcelo, prevaleceu: Siracusa caiu. O general havia ordenado que a vida de Arquimedes, que tinha 78 anos (uma idade avançadíssima para a época) fosse poupada. O sábio, que continuou seus estudos em casa após a invasão da cidade, certo dia ao ser interpelado por um soldado romano, protestou contra a interrupção de seu trabalho e grosseiramente mandou o soldado retirar-se; este, sem saber de quem se tratava, matou–o.

A história conta também que Arquimedes descobriu que o volume de qualquer corpo pode ser calculado medindo o volume de água movida quando o corpo é submergido na água — isso é conhecido como o Princípio de Arquimedes. Ele chegou a essa conclusão quando entrava na banheira; consta que logo a seguir teria saído nu pelas ruas de Siracusa gritando Eureka, que em grego significa descobri.

Para encerrar uma curiosidade: na versão italiana dos quadrinhos de Disney, o Prof. Pardal é conhecido como Archimede Pitagorico, o que pode ser encarado como uma homenagem a dois sábios, Arquimedes e Pitágoras, também filósofo e matemático.

(*) – Doutor em Ciências pela USP, mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, é consultor de empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap