Caiu o Whats. E Agora?

Luiz Felipe Pateo (*)

Segunda-feira, 4 de outubro de 2021: mais uma adversidade tomou conta do mundo e deixou muitas pessoas “assustadas”.

Não! Não estou falando de uma nova variante do Corona Vírus ou de um atendado terrorista. Estou falando simplesmente da interrupção nos serviços, em nível mundial, do WhatsApp, Instagram e Facebook.

Foi só o serviço cair que logo começaram a surgir boatos e “memes” até a empresa se posicionar oficialmente.  Mas, o que mais impressionou foi o impacto na vida das pessoas e dos negócios! Um grande número de pessoas sentiu-se perdida sem estas redes sociais. Houve relatos de pessoas buscando calmantes naturais nas lojas para conter a ansiedade!

Empresas deixaram de vender!!!  E aí é que entra a lição de hoje, para você amigo empreendedor…

Muito provavelmente você ouvia dos seus pais ou seus avós: “Nunca deposite seus ovos em uma cesta só!” 

Com a pandemia, a aceleração para a digitalização dos negócios foi muito grande e rápida. E a grande maioria dos pequenos e médios empreendedores se apoiaram em que ferramentas? Facebook, Instagram e WhatsApp!! Todas da mesma empresa!!

Veja, são ótimas ferramentas para auxiliar nas vendas on-line. Porém são todas da mesma empresa, ou seja, da mesma “cesta”.

Eu recomendo que a partir de agora, se você ainda não tem, que você procure outros canais para divulgar, vender e se comunicar com seus clientes. Chamaremos isto de “plano de contingência”, ok?

Existem muitas alternativas:  sites, aplicativos, Telegram, SMS, e-mail marketing, marketplaces (tipo Mercado Livre, Amazon, etc), telefone (sim! Chamada por voz, lembra-se?)…

Tenha um cadastro dos seus clientes, com nome, telefone, e-mail. A lista de clientes é fundamental para você avisá-los em caso de qualquer adversidade.

Se você acompanhou as notícias da imprensa sobre este “apagão”, viu que muitas empresas relataram perdas significativas ou totais nas vendas, enquanto outras sofreram impactos menores. Estas estavam mais preparadas, agiram rapidamente utilizando de outro aplicativo de mensagem ou SMS e até ligando para os clientes recorrentes. Sim! Ligando!

Não tenha medo de ligar para seu cliente!

Lembre-se: O que atrai e fideliza o cliente é o valor que você proporciona à ele. Produto ou serviço de qualidade, atendimento, solução de problemas.

Tenha vários pontos de contato com seus clientes e não perca mais vendas caso alguma das ferramentas que você utiliza deixe de funcionar.

As adversidades servem de aprendizado para o empreendedor.

Use-as com sabedoria!

(*) É  CEO dos Empreendedores Compulsivos, é Empreendedor, Mentor, Professor e Palestrante.  Possui mais de 20 anos de experiência como executivo de marketing e vendas. Tem MBA em Gestão de Negócios pela FGV-SP, especialização em Marketing Digital pela The Wharton School e é bacharel em Comunicação Social pela ESPM. Autor do livro Empreendedorismo publicado pelo ESPRO e Colunista na Radio BandNews FM.  Atualmente impacta os  empreendedores PME dos mais diversos segmentos, ajudando-os a crescer e se consolidar, por meio da metodologia dos Compulsivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap