Quatro estratégias para otimizar a gestão de frete do seu e-commerce

Atualmente, o frete é um dos pontos principais para um e-commerce, afinal ele faz parte da experiência de compra. Segundo a pesquisa do Ecommerce Trends, 97,3% das pessoas entrevistadas declaram que já abandonaram um carrinho de compras e o motivo está no valor do frete. Outro fator que faz com que 40% dos entrevistados desistam, está no prazo de entrega dos produtos.

“Não basta apenas ter uma loja com processos de compra rápidos e fáceis, se, por outro lado o cliente não consegue se sentir satisfeito com a entrega”, explica Éder Medeiros – CEO do Melhor Envio. Hoje, é possível encontrar alternativas de otimização e gerenciamento de fretes, dessa forma, as ferramentas têm como função reformular a logística de forma rápida e eficiente.

A startup ajuda empreendedores a otimizarem tempo, ganharem competitividade com fretes mais baratos, com facilidade de diversas integrações e rastreios automatizados. O especialista em fretes, Éder Medeiros, preparou uma lista com estratégias para manter a rotina da sua loja virtual.

  1. – Aposte em um planejamento – Fique atento às demandas do mercado, datas sazonais sempre rendem maiores buscas por entrega. Por isso, esteja sempre preparado para problemas como a alta demanda de pedidos. Neste momento, as atenções devem se direcionar para o gerenciamento de envios e postagens.
  2. – Cálculo de frete – O primeiro passo é entender como funciona o cálculo de frete, para isso você precisará compreender com precisão os dados de origem, destino e dimensões do pacote. Na plataforma Melhor Envio, é possível utilizar a calculadora de fretes, onde o cliente consegue inserir o tamanho do pacote, peso e destinatário. Dessa forma, em apenas poucos segundos, uma tabela será disponibilizada com valores e os diversos meios de envio, facilitando ao lojista a escolha do melhor caminho para suas encomendas.
  3. – Alternativa de fretes – Uma estratégia que todo o lojista deve investir é contar com um mix de alternativas de frete. Esta tática ajuda a evitar transtornos caso o único agente logístico que você use venha a paralisar as atividades. Além disso, ao aumentar suas opções de serviços à disposição, fica mais fácil comparar preços e prazos para cada tipo de entrega.
  4. – Logística Reversa – Os consumidores de e-commerce têm o direito de desistir da compra em até sete dias após o recebimento do produto. Portanto, o lojista precisa estar preparado para possíveis trocas ou devoluções. Para lidar com essa situação, é preciso oferecer a logística reversa, que consiste no retorno do produto do endereço do cliente para o local do lojista. Oferecer esse serviço demonstrará como a empresa se preocupa em disponibilizar alternativas para possíveis problemas do cliente. Fonte e mais informações: (www.melhorenvio.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap