Driblando a entressafra para produzir leite de búfala o ano inteiro

Com início em novembro, a entressafra de leite de búfala é um verdadeiro desafio para o setor de laticínios. Neste período, que dura até meados de janeiro, a produção é reduzida ou até interrompida, levando os fabricantes de laticínio de búfala a uma queda de até 100% em seus estoques. Pioneira na fabricação de produtos premium com leite de búfala, a Búfalo Dourado encontrou o equilíbrio perfeito entre a comercialização de laticínios e a produção de leite, que ocorre o ano todo, inclusive na entressafra.

Por meio de estratégias inovadoras e sustentáveis, a fazenda Sesmaria, localizada em Amparo, interior de São Paulo, abriga um rebanho de aproximadamente 500 cabeças de bubalinas e produz 45 mil litros de leite de búfala por mês para fabricação de 5,5 mil quilos de laticínios premium. Para garantir a produção contínua, de alta qualidade, e sem estresse para o rebanho, a Búfalo Dourado desenvolveu um processo de melhoramento natural de raças, como manejo genético, acompanhamento das fêmeas e seleção natural dos animais com melhor desempenho (que ordenham sem o bezerro ao pé e sem uso de ocitocina).

A empresa também realiza o aprimoramento constante dos processos de reprodução por meio dos métodos IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e FIV (Fertilização em Vitro). Com isso, a fazenda Sesmaria não enfrenta a entressafra de leite – as búfalas têm seus filhotes durante o ano todo, tornando a produção linear.

Com animais da raça Mediterrâneo, a Búfalo Dourado investe constantemente na saúde do rebanho. “Para reduzir o estresse das búfalas, elas ficam soltas no pasto a maior parte do tempo e recebem alimentação balanceada, com minerais e vitaminas. Antes da ordenha, elas recebem uma chuva artificial e vento, para baixar a temperatura corporal, o que torna o processo mais tranquilo.

Todas as etapas são monitoradas por nossos veterinários e possuem elevado padrão de controle de qualidade”, explica Fábio Cotrim, Diretor da Fazenda Sesmaria. Na contramão da crise econômica causada pela pandemia de coronavírus, o mercado de laticínios manteve o nível de vendas e tem mostrado crescimento em alguns setores. Segundo pesquisa da Embrapa, produtos como queijos, manteiga, leite e iogurte apresentaram aumento no consumo durante a quarentena.

O principal crescimento ocorreu entre os queijos, com 17%, seguido de manteiga (16%), leite condensado (14%) e creme de leite (13%). A Búfalo Dourado registrou um crescimento de 10% no primeiro semestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. A empresa segue firme na sua estratégia de crescimento e anuncia o lançamento de quatro novos produtos premium até o fim do ano. A expectativa da companhia é de R$ 25 milhões em vendas em 2020. Fonte e mais informações: (www.bufalodourado.com.br).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap